Flamengo x Athletico: público da final da Libertadores fica aquém do projetado pela Conmebol; saiba mais

A torcida do Flamengo no Setor Sul do Estádio Monumental, na final da Libertadores (F: Gilvan de Souza/Flamengo)


A realização da decisão única da Copa Libertadores foi cercada pela expectativa quanto à presença do público. No sábado, o Flamengo conquistou o Tri da América, ao vencer o Athletico por 1 a 0, e 38 mil torcedores estiveram no Estádio Monumental - um número inferior, mas próximo aos 40 mil que eram esperados pela própria Conmebol.

A capacidade do Monumental, casa do Barcelona SC, tem capacidade para 59 mil lugares. Porém, 48 mil estavam à disposição para a final.

Tratando-se de uma final continental, o estádio teve mudanças estruturais, como montagem de uma tribuna de imprensa maior, pontos de segurança e equipamentos Além disso, não houve venda dos camarotes que pertencem ao Barcelona. Das 827 suítes - como chamam os equatorianos - do estádio, cerca de 20 foram ocupadas.

CONMEBOL 'SE VIROU' PARA ENCHER AS ARQUIBANCADAS

Com a baixa procura por entradas para a final - que custavam 142 dólares para os setores das torcidas de Athletico e Flamengo e 245 dólares para os setores abertos ao público geral -, a Conmebol 'se virou' nas semanas que antecederam o jogo para não deixar as arquibancadas visivelmente vazias na partida do último sábado.

Descontos para sócios do Barcelona SC e distribuição de ingressos surtiram efeito, os equatorianos dividiram o estádio com os brasileiros, em harmonia como nos dias que antecederam o jogo, e visualmente, a decisão da Libertadores teve um público digno.