Flamengo vence Goiás pelo Brasileirão, mas ouve vaias após o jogo e canto por Jorge Jesus


Não teve semana conturbada que impedisse o Flamengo de conhecer a sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro. Neste sábado, pela sétima rodada, o Rubro-Negro recebeu o Goiás no Maracanã e venceu por um placar apertado, 1 a 0, gol de Pedro, dando um salto na tabela. Ao fim do jogo, contudo, a Nação cantou "Olê, olê, Mister", em alusão a Jorge Jesus, e vaiou o time. Agora com nove pontos, o Flamengo ultrapassou o próprio Goiás, estacionado com oito.

> Veja a tabela do Brasileirão

Flamengo x Goiás
Flamengo x Goiás

Flamengo venceu a segunda partida no Brasileirão (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)


REVERÊNCIA LOGO NO INÍCIO


A torcida do Flamengo cobrou "raça" antes mesmo de a bola rolar. Não faltou empenho ao time, que viu o Goiás, mesmo com uma formação defensiva e diante de Pedro e Gabi do outro lado, se atirar quando recuperava a bola. Mas foram os mandantes que abriram o placar. Gabi enfiou uma bola de trivela para Matheuzinho, desmontando o ferrolho esmeraldino. O lateral cruzou na medida para Pedro só escorar e abrir o marcador, com 16 minutos. Teve reverência na comemoração e abraço a Paulo Sousa e ao banco.

Flamengo x Goiás
Flamengo x Goiás

Flamengo venceu o Goiás (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

GABI EM FUNÇÃO CEREBRAL

O primeiro tempo encerrou com vitória parcial do Fla por 1x0. E chamou a atenção a mobilidade na fase ofensiva, sobretudo com Gabi em função cerebral, associando nos dois lados e conectando o ataque com lançamentos e passes curtos. O Goiás deu boas escapadas em contragolpes, porém passou a ficar acuado quando a equipe liderada pelo camisa 9 passou a errar menos com a bola, criando boas chances antes do intervalo - Bruno Henrique chegou perto de ampliar no fim, mas parou em Tadeu.

A título de curiosidade: Gabigol e Pedro não iniciavam um jogo juntos desde a partida de volta do Carioca, contra o Vasco.

JOGO MORNO ATÉ OS ACRÉSCIMOS

O segundo tempo foi morno durante boa parte do confronto. A torcida do Fla não parou de cantar, independente da arrefecida do time de Paulo Sousa, cuja primeira alteração se deu apenas com 30 minutos e para refrescar o meio. Mas o Goiás, que abriu mão da linha defensiva com cinco jogadores, preencheu o meio, apostou em bolas alçadas para Nicolas, só que pouco conseguia incomodar Hugo - desta vez vaiado por parte da torcida apenas antes do jogo.

APODI ISOLOU A ÚLTIMA CHANCE

Nem Flamengo, nem Goiás faziam por onde ir às redes na etapa final. Mas, até prevalecer o importante e solitário gol de Pedro, que fez o Rubro-Negro reencontrar o caminho das vitórias no Brasileirão após quatro jogos, Apodi teve a última chance de jogo. Ficou frente a frente com Hugo, mas isolou. O susto, possivelmente, motivou os protestos após o apito derradeiro.

Flamengo x Goiás
Flamengo x Goiás

Hugo voltou a ser titular pelo Flamengo: desta vez, foi vaiado apenas antes do jogo (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

OS PRÓXIMOS JOGOS

Agora, o Flamengo volta a campo por outra competição. O próximo compromisso será pela última rodada da fase de grupos da Libertadores, contra o Sporting Cristal, nesta terça, no Maracanã. Já o Goiás terá uma semana cheia até o duelo caseiro diante do Red Bull Bragantino, pela oitava rodada do Brasileiro, daqui a uma semana.

FICHA-TÉCNICA
Flamengo x Goiás - 7ª rodada do Brasileirão

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Horário: 21/5/2022, às 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Auxiliares: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)
Gramado: bom
Público/renda: 47.680 pagantes / 51.692 presentes / R$ 1.975.192,50
Cartões amarelos: Bruno Henrique (FLA) / Pedro Raul, Da Silva, Elvis (GOI)
Cartões vermelhos: -

GOL: Pedro, 16'/1ºT (1-0)

FLAMENGO (Técnico: Paulo Sousa)
​Hugo; Matheuzinho, Rodrigo Caio, Pablo e Ayrton Lucas; Willian Arão, Everton Ribeiro (Andreas Pereira, 29'/2ºT) e Arrascaeta (Thiago Maia, 47'/2ºT); Gabigol (João Gomes, 36'/2ºT), Pedro e Bruno Henrique (Lázaro, 36'/2ºT).

GOIÁS (Técnico: Jair Ventura)
​Tadeu; Caio Vinicius, Da Silva (Matheus Sales, intervalo), Caetano e Danilo Barcellos; Diego, Apodi (Maguinho, 47'/2ºT), Elvis (Felipe Bastos, 18'/2ºT); Pedro Raul (Nicolas, 18'/2ºT), Sidimar e Dadá Belmonte.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos