Flamengo usa pausa para tentar melhorar gramado do Maracanã, criticado por Jesus

Goal.com

A principal missão do Flamengo durante esta pausa nas competições por conta do coronavírus é recuperar o gramado do Maracanã. O campo do estádio foi o estopim de polêmicas nos últimos dias entre o Rubronegro e o Fluminense.

Após a vitória do Flamengo na Libertadores contra o Barcelona, Jorge Jesus chegou a dizer o estádio não podia receber jogos de três times, criticando o estado da grama e insinuando que só o seu time deveria jogar no estádio.

"Este gramado do Maracanã não propicia nada ao time que tem qualidade técnica de jogo. Não favorece em nada os jogadores do Flamengo. Por isso, não jogamos como queremos em termos de velocidade. O gramado não tem qualidade. Mas não podemos criticar muito quem cuida. Joga Flamengo, Fluminense, Vasco... Não há gramado que resista. Não podem jogar três equipes em um gramado, nem duas", afirmou Jesus.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Mário Bittencourt, presidente do Fluminense, rebatou a fala do treinador português e a classificou como "lamentável". Ele ainda disse que a opinião de um treinador estrangeiro "vai dizer como o Maracanã deve ser utilizado".

"Queria entender qual motivo de que só o Flamengo pode jogar no Maracanã. Eu acho que deveria ser dito ao treinador que falou isso que o Santos, de Pelé, foi campeão no Maracanã. Que o Santos optava em jogar no Maracanã, jogou a final com o Benfica no Maracanã. Ele deveria saber isso, que o Maracanã é um estádio que hoje tem uma parceria, é administrado pelo Flamengo e Fluminense", disse o presidente tricolor.

Tanto Flamengo quanto Fluminense têm a concessão provisória de explorar o Maracanã válidas até o próximo mês. Os dois clubes, porém, têm a expectativa de que recebam a permissão definitiva para utilizar o histórico estádio pelos próximos 35 anos.

Leia também