Flamengo terá que explicar ausência de número 24 na Copinha

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Flamengo
    Flamengo
Lista da Copa São Paulo sem o número 24 pegou mal para o Flamengo. Foto: Mauro Pimentel/AFP via Getty Images
Lista da Copa São Paulo sem o número 24 pegou mal para o Flamengo. Foto: Mauro Pimentel/AFP via Getty Images

O Flamengo divulgou no dia 13 de dezembro a lista de inscritos na Copa São Paulo de Futebol Júnior, que acontece em janeiro, e uma informação chamou a atenção: nenhum dos atletas do rubro-negro usará a camisa de número 24. A atitude do clube não passou despercebida e terá que ser explicada na Justiça.

O Grupo Arco Íris de Cidadania LGBT, presidido por Cláudio Nascimento, protocolou o questionamento junto ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. O coletivo quer saber os motivos que levaram a equipe a tomar essa decisão, supostamente homofóbica.

Leia também:

“O fato da numeração do Clube pular o número 24, considerando a conotação histórico cultural que envolta esse número de associação aos gays, deve ser entendido como uma clara ofensa a comunidade LGBTI+ e como uma atitude homofóbica”, diz a petição, conforme informações do jornal “O Globo”. 

O grupo quer que o Flamengo esclareça diversos pontos, como se a decisão é uma política deliberada, quais departamentos e funcionários são responsáveis pela definição da numeração, se a Federação Paulista de Futebol, CBF, Conmebol ou FIFA têm alguma orientação sobre o uso da camisa 24 e se o clube tem algum programa de enfrentamento à discriminação contra a comunidade LGBTQIA+.

Entre os 30 jogadores relacionados para a maior competição de futebol de base do Brasil, além do número 24, nenhum flamenguista usará o uniforme de número 12 que, segundo o clube, representa a torcida e não deve ser usado por jogadores. 

Recentemente, o Grupo Arco Íris também questionou a CBF sobre a não utilização do número 24 pela Seleção Brasileira durante a Copa América. No torneio, a equipe brasileira foi a única entre as seleções a não vestir essa camisa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos