Flamengo põe à prova campanha perfeita na Taça Rio diante do Vasco

Flamengo e Vasco fazem o clássico da quarta rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, neste domingo, às 18h30 (de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). Os desentendimentos com o Maracanã e com o Botafogo, dono do Estádio Nilton Santos, levaram o duelo para a capital federal, mais precisamente para o Estádio Mané Garrincha.

Líder do Grupo B, com nove pontos e 100% de aproveitamento, o Flamengo já se garantiu nas semifinais do Estadual com o triunfo por 3 a 0 sobre o Bangu, na última quarta-feira. Se quiser, pode apenas cumprir tabela nos próximos jogos. Ao contrário do Cruz-Maltino, que aparece na segunda posição do Grupo C, com cinco pontos, mas está empolgado pelo triunfo por 1 a 0 sobre o Madureira.

Os vascaínos minimizaram um possível desinteresse do Flamengo e lembraram que se trata de um clássico. “Não existe isso de pouco interesse por parte do Flamengo. Tenho certeza de que quando a bola rolar o adversário vai se empenhar ao máximo para conquistar o resultado positivo, pois estamos falando de um clássico, onde a rivalidade é grande”, disse o zagueiro Jomar.

Os flamenguistas realmente prometem empenho. “O Flamengo é um time muito determinado e os torcedores podem apostar que não vamos deixar de brigar pela vitória. Trata-se de um jogo importante, um clássico e respeitamos demais o clube, a torcida e o campeonato”, declarou o volante Willian Arão.

Apesar do empenho prometido dos dois lados, o técnico vascaíno Milton Mendes procurou tirar a pressão de cima de seus atletas. “Sabemos que esse é um clássico, um jogo muito importante pela rivalidade, mas vale os mesmos três pontos que qualquer outra partida deste campeonato. Portanto, o nosso empenho será grande porque precisamos vencer para subirmos na tabela de classificação e não porque do outro lado do gramado está o Flamengo”, analisou o novo treinador do Vasco, contratado em substituição ao demitido Cristóvão Borges.

Já Zé Ricardo, técnico do Flamengo, preferiu adotar a estratégia de elogiar o rival. O treinador lembrou que nas semifinais da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, o Rubro-Negro sofreu para vencer o Cruz-Maltino por 1 a 0.

“O Vasco tem um grande time, está motivado pelo começo de trabalho de um novo treinador e rpecisa do resultado. Conta com atletas experientes e vai ser um confronto muito complicado. Mas podemos conquistar uma vitória se mantivermos o mesmo nível de atuação que estamos apresentando até aqui”, avaliou o comandante rubro-negro.

Em termos de escalação, o Flamengo vai repetir a formação que enfrentou o Bangu. O time segue sem poder contar com o lateral esquerdo Miguel Trauco e com o atacante Paolo Guerrero, ambos servindo à seleção peruana nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Pelo mesmo motivo também é desfalque o meia Diego, que está com a Seleção Brasileira. Além deles, o volante Rômulo será poupado por causa de um desgaste na panturrilha. Com isso, Márcio Araújo seguirá entre os titulares.

Pelo lado do Vasco quem fica de fora por estar nas Eliminatórias é o goleiro uruguaio Martin Silva, que segue sendo substituído por Jordi.

Pelo regulamento, na Taça Rio os times se enfrentam uns contra os outros fora dos seus grupos e os dois melhores colocados de cada chave avançam para as semifinais. Já os dois times de melhor campanha na classificação geral se garantem nas semifinais do Estadual, onde se juntarão ao campeão da Taça Rio e ao Fluminense, campeão da Taça Guanabara.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO X VASCO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Data: 26 de março de 2017, domingo

Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Luis Antônio Silva dos Santos (RJ)

Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Diego Luiz Couto Barcelos (ambos do RJ)

FLAMENGO: Alex Muralha; Pará, Rafael Vaz, Rever e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão, Federico Mancuello, Lucas Paquetá e Everton; Felipe Vizeu

Técnico: Zé Ricardo

VASCO: Jordi; Gilberto, Jomar, Rafael Marques e Henrique; Jean, Douglas, Yago Pikachu, Andrezinho e Nenê; Luis Fabiano

Técnico: Milton Mendes