Flamengo não aproveita 'boom' nas redes sociais, e perfis 'internacionais' estão desativados há um ano

Matheus Dantas
LANCE!


Diante do crescimento do Flamengo nas plataformas digitais nos dois últimos anos - o número de seguidores em três ferramentas subiu 36% do fim de 2018 a março de 2020 -, o clube não aproveitou o "boom" em suas redes sociais, tampouco o excelente momento vivido pelo time na última temporada, para dar um passo na internacionalização da marca através do perfis internacionais.

As páginas do Twitter em espanhol e inglês estão desatualizadas há um ano.

As últimas publicações nestes perfis datam em 2 de maio de 2019. Em meio às conquistas da Libertadores e Brasileirão e da participação do clube no Mundial de Clubes - o que não acontecia desde 1981 -, o clube não contou com suas páginas em inglês e espanhol. Os perfis e seus conteúdos, segundo apurou o LANCE! em dezembro, estavam sendo desenvolvidos para voltarem em 2020.

Procurado, o clube informou que a reativação segue dentro dos planos, com produção de conteúdos únicos para as páginas - não apenas a republicação, em inglês ou espanhol, do que é compartilhado no perfil oficial em português.

Contudo, os trabalhos também foram paralisados por conta da pandemia da Covid-19. O Flamengo, no último mês, deu férias coletivas a grande parte dos colaboradores. Na quinta, demitiu funcionários a fim de reduzir a folha salarial.







SEGUIDORES (do fim de 2018 a março de 2020)


Instagram: de 3,1 milhões para 8,1 milhões
Twitter: de 5,4 milhões para 6,6 milhões
Facebook: de 11,2 milhões para 12,11 milhões

INTERAÇÕES (em 2018 - em 2019 - no primeiro trimestre de 2020)
Instagram: 100,76 milhões - 495,2 milhões - 169,42 milhões
Twitter: dados não divulgados
Facebook: 17,1 milhões - 69,52 milhões - 23,12 milhões

*TikTok: o perfil do Flamengo nesta rede social foi criado em outubro de 2019, e, até o dia 5 de abril, acumulou 512 mil seguidores.











Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também