Flamengo jogará Libertadores com público de 15 mil em Brasília

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Conmebol anunciou na noite desta quinta-feira (15) a transferência da partida entre Flamengo e Defensa y Justicia (ARG), pelas oitavas de final da Copa Libertadores, para Brasília. O jogo de volta do confronto mata-mata ocorerrá no estádio Mané Garrincha, na próxima quarta (21).

A mudança do local da embate, inicialmente previsto para o Maracanã, no Rio de Janeiro, ocorre após o governo do Distrito Federal liberar a presença de público em sua principal arena. O limite é de 15 mil torcedores, 25% da capacidade do local.

De acordo com o presidente do clube rubro-negro, Rodolfo Landim, ainda está sendo estudada a melhor estratégia para a comercialização dos ingressos.

Também nesta quinta, o governo do Distrito Federal anunciou algumas regras para a realização de eventos com a presença de público.

Segundo o chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, o protocolo completo será publicado em edição extra do Diário Oficial do DF. Ele adiantou que somente pessoas com a vacinação completa contra a Covid-19 (duas doses ou o imunizante de dose única) poderão ter acesso ao Mané Garrincha.

Antes de levar o jogo para Brasília, o Flamengo tentou junto à Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro liberar a presença de 10% da capacidade do Maracanã --a exemplo do que ocorreu na decisão da Copa América, em que a Argentina venceu o Brasil por 1 a 0--, mas não teve resposta positiva.

No jogo de ida, na Argentina, na estreia do técnico Renato Gaúcho, a equipe carioca derrotou o Defensa y Justicia por 1 a 0, gol de Michael. Os rubro-negros, portanto, jogarão com a vantagem do empate para avançar às quartas de final.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos