Flamengo iguala marca negativa de 23 anos e tem pior início em pontos corridos

Marcello Neves
·2 minuto de leitura
Gabigol voltou a passar em branco na derrota do Flamengo
Gabigol voltou a passar em branco na derrota do Flamengo

Quem imaginava que o Campeonato Brasileiro seria um mar de rosas para o Flamengo, se enganou. Até aqui, são dois jogos e duas derrotas. Claro, muito pouco para um torneio de 38 rodadas, mas os resultados já trazem recordes negativos batidos pela equipe. Por exemplo, o de pior início na era dos pontos corridos e uma marca negativa de 23 anos.

A última vez que o Flamengo começou um Brasileirão com duas derrotas aconteceu em 1997, quando a equipe rubro-negra foi superada pelo Santos e pelo Bahia nas primeiras rodadas. Sebastião Rocha era o técnico daquela equipe.

Para piorar a situação, em 2020, o Flamengo está na lanterna do torneio e sequer balançou as redes até então. Como comparativo, em 2019, ainda sob comando de Abel Braga, o Rubro-Negro iniciou o Brasileiro com uma vitória para o Cruzeiro e uma derrota para o Internacional.

Apesar dos resultados ruins, o lateral-esquerdo Filipe Luís e o técnico Doménec Torrent pedem para a torcida não se desesperar.

— Agora é momento de ter calma, tranquilidade, não fazer nenhuma loucura. Temos um grande elenco, um grande treinador, confiamos neles. Toda equipe começa com uma boa defesa, temos de corrigir erros defensivos. Com calma, com tranquilidade, vamos vencer porque é um grupo vencedor — declarou o lateral-esquerdo.

— Não é normal. O Flamengo é vencedor, ganhou quase tudo. Eu sou vencedor. Não me lembro de perder dois jogos seguidos, mas acontece algumas vezes no futebol. Por que? Porque as ligas não são as mesmas, algumas equipes fazem mais jogos que você e não é fácil. Temos que ter mais ritmo, mais treinamentos e jogar em um ritmo alto. Estamos trabalhando duro para isso — completou o treinador.

O Flamengo vai tentar a primeira vitória diante do Coritiba, no sábado, às 19h30, no Couto Pereira.