Flamengo fecha abril com dois títulos, liderança na Libertadores, mas em alerta por marca indigesta

LANCE!
·3 minuto de leitura


O Flamengo fechou um intenso abril como iniciou: com vitória de goleada. O triunfo sobre o Unión La Calera, conquistado na última terça-feira, pela segunda rodada do Grupo G da Libertadores, marcou o sétimo jogo do clube no mês, carimbado com a comemoração de títulos e alerta em relação a falhas na defesa.

Ao todo, foram 19 gols marcados e 12 gols sofridos, com quatro vitórias, dois empates e uma derrota no período - um aproveitamento de 66%.

Na visão do copo meio cheio, os holofotes vão para as conquistas da Supercopa do Brasil e da Taça Guanabara. Já na do meio vazio, o fato de o time ter sido vazado em todas as partidas do mês, cuja marca indigesta demonstra que o Flamengo ainda não encontrou a melhor dupla de zaga, sobretudo, ligando novamente o alerta acerca do sistema que foi o Calcanhar de Aquiles na temporada passada.

Para seguir a toada no ataque, que tem dado conta do recado, o Flamengo já planeja como entrará em campo neste sábado, quando, no primeiro jogo de maio, enfrentará o Volta Redonda pela ida das semifinais do Carioca.

+ Pintou novidade! Veja a evolução dos patrocinadores na camisa do Fla

Em entrevista coletiva recente, Rogério Ceni avisou que a escalação deste fim de semana dependerá da condição dos atletas, a serem avaliados nesta quinta-feira, dia da reapresentação do elenco - o treino será às 15h, no Ninho do Urubu.

- Jogamos sempre com o melhor Flamengo possível, buscando as vitórias e seguindo o planejamento do começo do ano, quando começamos o Carioca quase que com um time sub-20. Usamos o time completo em três, quatro jogos... Sabemos o quanto é importante ser campeão carioca, ser campeão pelo Flamengo, e vamos rodar o elenco, usar todos os jogadores. Vai depender da avaliação que vamos fazer na reapresentação. Faremos avaliação visando o jogo da altitude contra a LDU - comentou Ceni.

+ Veja a tabela e horários do Carioca 2021

O jogo entre Flamengo e Volta Redonda será realizado às 21h05 deste sábado, no Estádio Raulino de Oliveira. O LANCE! transmite o duelo em Tempo Real.

OS JOGOS E ESCALAÇÕES DO FLAMENGO EM ABRIL

5/4 - Madureira 1x5 Flamengo (8ª rodada da Taça Guanabara)
Diego Alves; Isla (Vitinho), Willian Arão, Rodrigo Caio (Bruno Viana) e Filipe Luís; Diego Ribas (Hugo Moura), Gerson (João Gomes), Everton Ribeiro (Rodrigo Muniz) e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol- Técnico: Rogério Ceni.

11/4 - Flamengo 2(6)x(5)2 Palmeiras (Supercopa do Brasil)
Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego (João Gomes), Gerson (Pepê), Everton Ribeiro (Vitinho) e Arrascaeta; Bruno Henrique (Michael) e Gabigol - Técnico: Rogério Ceni.

15/4 - Flamengo 1x3 Vasco (9ª rodada da Taça Guanabara)
Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Willian Arão, Bruno Viana e Filipe Luís; Diego, Gerson, João Gomes (Vitinho) e Everton Ribeiro (Rodrigo Muniz); Bruno Henrique e Gabigol - Técnico: Rogério Ceni.

17/4 - Portuguesa 2x2 Flamengo (10ª rodada da Taça Guanabara)
Hugo Souza; Matheuzinho, Rodrigo Caio (Bruno Viana), Gustavo Henrique e Renê; Hugo Moura, João Gomes (Thiaguinho) e Pepê (Max); Michael, Vitinho (Mateus Lima) e Pedro (Rodrigo Muniz) - Técnico: Rogério Ceni.

20/4 - Vélez Sarsfield 2x3 Flamengo (1ª rodada da Libertadores)
Diego Alves; Isla, Willian Arão, Gustavo Henrique (Bruno Viana) e Filipe Luís; Diego, Gerson (Hugo Moura), Everton Ribeiro (Vitinho) e Arrascaeta; Bruno Henrique (Pedro) e Gabigol - Técnico: Rogério Ceni.

24/4 - Flamengo 2x1 Volta Redonda (11ª rodada da Taça Guanabara)
Diego Alves, Matheuzinho, Gustavo Henrique, Bruno Viana e Renê; Willian Arão, Gerson (Diego), Vitinho (Arrascaeta) e Michael (Everton Ribeiro); Gabigol (Bruno Henrique) e Pedro (Rodrigo Muniz).

27/4 - Flamengo 4x1 Unión La Calera (2ª rodada da Libertadores)
Diego Alves; Isla, Bruno Viana, Willian Arão (Léo Pereira) e Filipe Luís; Gerson, Diego (João Gomes), Everton Ribeiro (Vitinho) e Arrascaeta (Michael); Bruno Henrique (Pedro) e Gabigol.

NÚMEROS DE ABRIL

7 jogos: 4 vitórias, 2 empates e 1 derrota
19 gols marcados
12 gols sofridos
66% de aproveitamento