Flamengo empata com o Boavista e lidera o Carioca

LANCE!
·3 minuto de leitura

O time alternativo comandado por Maurício Souza se despediu de sua missão no Carioca com a primeira colocação assegurada, mas sem vitória: empatou em 1 a 1 com Boavista, em duelo realizado neste sábado, no Estádio Elcyr Resende (Bacaxá), pela 6ª rodada da Taça Guanabara. Jean Victor e Vitinho foram os artilheiros da noite, a derradeira antes de Rogério Ceni e seus comandados retornarem à ação. 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

Com o grupo principal e 13 pontos, o Flamengo terá como próximo adversário o Bangu, dia 31, no Estádio Raulino de Oliveira. Já o Boavista, no mesmo palco e com seis pontos somados, enfrentará o Volta Redonda, mas no dia seguinte. 

"IH, SÓ DÁ MENGO..."

O Flamengo chegou a ter 85% de posse de bola com 15 minutos de jogo. Era um monólogo com território alugado no campo (castigado) de ataque, cuja presença de Gabigol foi uma arma significativa. Hugo Moura foi quem levou mais perigo neste recorte de peleja, com uma bomba de direita no travessão, disparada do meio da rua. E só dava Fla, mas...

Leia também:

ABRIU A PORTEIRA: GOL LÁ, GOL CÁ

Foi o Boavista que abriu o placar. Diante do panorama do jogo, gerou surpresa a todos, o que não ofusca o mérito de Jean Victor no lance, que marcou após Gabigol errar e arriscar um belíssimo chute, sem chances para Hugo Souza: a bola do lateral-esquerdo estufou a parte superior da rede. 

O marcador foi inaugurado aos 22 minutos. E, aos 28, voltou a estar igualado. Léo Pereira foi importante para amolecer a marcação baixa do Boavista com um bom lançamento; Michael recebeu de Renê e cruzou para Vitinho, livre, empatar o jogo e definir o placar parcial.

Boavista x Flamengo
Gabigol estreou na temporada (Foto: Nayra Halm/Agência Lancepress!)

KLEVER FOI PROTAGONISTA

Impetuoso, o Flamengo esteve com o jogo controlado e, mantendo o bom nível de atuações no Carioca, foi para o vestiário com 11 finalizações (três no alvo). Não dá para deixar de destacar que Michael, Pepê e João Gomes chegaram perto de virar, mas pararam em Klever - um dos protagonistas da partida. Isso na etapa inicial.

MUDANÇAS PARA VIRAR

Ceni estava na arquibancada e instruiu Mauricinho a pôr Rodrigo Muniz (a primeira alteração) ao lado de Gabigol no ataque. O jogo pendeu a um maior equilíbrio no segundo tempo, já que o Boavista passou a ter mais a bola do que antes e ameaçou Hugo, mas o Fla seguiu construindo as chances mais perigosas.

Gabigol e Muniz perderam gols dentro da área, finalizando para fora. O placar, contudo, teimava em permanecer 1x1. João Lucas (no lugar de Matheuzinho, que sentiu dores musculares), Ramon e Richard foram acionados na reta final, sendo os dois últimos as cartadas finais em prol da virada.

EMPATE PREVALECEU

O Boavista terminou o jogo com três zagueiros e com um ferrolho armado. O Flamengo, por sua vez, pressionou, pôs zagueiros na área, porém, sem um Gabigol inspirado, não conseguiu alcançar a quinta vitória na competição e conheceu o seu primeiro empate no Estadual. 

O time de Mauricinho passa o bastão para o de Ceni com 13 pontos, os mesmos que tem o Voltaço. A liderança é rubro-negra pelo saldo de gols. 

FICHA-TÉCNICA
BOAVISTA 1X1 FLAMENGO - 6ª RODADA DO CARIOCA

Estádio: Elcyr Resende Barbosa, em Saquarema (RJ)
Data e hora: 27 de março de 2021, às 21h05
Árbitro: Paulo Renato Moreira da Silva Coelho
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Corrêa e Carlos Henrique Alves de Lima Filho
Gramado: irregular
Cartões amarelos: Michel Douglas, Fernando Bob (BOA) / Pepê (FLA)
Cartões vermelhos: -

GOLS: Jean Victor, 22'/1ºT (1-0); Vitinho, 28'/1ºT (1-1)

BOAVISTA (Técnico: Leandrão)

Klever, Caio Felipe, Douglas Pedroso, Elivelton e Jean Victor; Jucilei, Fernando Bob (Erick Flores, 30'/2ºT), Ralph (Victor Pereira, 43'/2ºT) e Jucilei; Jefferson Renan, Michel Douglas e Vitor Feijão (Marquinhos, 17'/2ºT).

FLAMENGO (Técnico: Maurício Souza)

Hugo Souza; Matheuzinho (João Lucas, 28'/2ºT), Bruno Viana, Léo Pereira e Renê (Ramon, 42'/2ºT); Hugo Moura (Richard Rios, 42'/2ºT), João Gomes e Pepê (Rodrigo Muniz, 14'/2ºT); Vitinho, Michael e Gabigol.