Flamengo é denunciado por prática homofóbica por lista da Copinha

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SP - Barueri - 05/01/2022 - COPA SAO PAULO 2022, FLAMENGO X FORTE - Jogadores do Flamengo posam para foto antes na partida contra Forte no estadio Arena Barueri pelo campeonato Copa Sao Paulo 2022. Foto: Diogo Reis/AGIF
Por ter pulado o número 24 na inscrição se jogadores, coletivo LGBTQIA+ encaminhou denúncia à Procuradoria do TJD-SP. Foto: (Diogo Reis/AGIF)

A Procuradoria de Justiça Desportiva do Estado de São Paulo recebeu uma denúncia de prática homofóbica contra o Flamengo. A razão da denúncia, feita pelo coletivo LGBTQIA+ Grupo Arco-Íris, é pela não utilização do número 24 na inscrição de jogadores para a Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Representados pelo advogado Carlos Nicodemos, que assina a manifestação entregue à Procuradoria do TJD-SP, a entidade acredita que a atitude do clube contribui para alimentar as práticas que discriminam a população LGBTQIA+.

Leia também:

Representado pelo número 24 no jogo do bicho, o veado é um dos animais que mais é associado à comunidade LGBTQIA+ de forma pejorativa. Em não utilizando o número, o Flamengo estaria dando continuidade à tradição do preconceito.

Cláudio Nascimento, presidente do Grupo Arco-Íris declarou que: "Nem toda homofobia é explícita. Muitas vezes, está implícita e disfarçada. A imagem que fica marcada não é a de um eventual dirigente ou atleta com uma suposta prática homofóbica, mas uma eventual suposta prática de discriminação homofóbica institucional".

O Flamengo já havia sido denunciado ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva por canto homofóbico praticado pelos torcedores na partida contra o Grêmio, que aconteceu no Maracanã, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Na ocasião, o Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ apresentou uma “Notícia de Infração” dando conhecimento às imagens que circulavam na internet em que era possível ouvir o canto da torcida rubro-negra entoando: "Arerê, gaúcho dá o c* e fala tchê".

A punição definida foi de aplicar somente a multa de R$ 50 mil ao clube carioca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos