Flamengo e Amazon: quais seriam os valores do patrocínio?

Goal.com

Depois de ter anunciado o encerramento da parceria com o patrocinador Banco BS2, que rendia mais de R$ 15 milhões anuais, o Flamengo está a detalhes de oficializar a gigante Amazon por um valor maior que o dobro do que era pago pela BS2.

Em meio à crise financeira gerada pela pandemia do coronavírus Covid-19, o Fla pode assinar um contrato que, segundo a publicação, é de R$ 38 milhões por ano. Trata-se de um número muito superior ao que era pago pelo ex-parceiro, que vai deixar de estampar sua marca na camisa do clube em junho.

Além disso, a parceria com a Amazon, próxima de ser finalizada, de acordo com o portal, pode trazer outros benefícios: a empresa é dona do serviço de streaming Amazon Prime, um dos maiores do planeta. Assim, conteúdos exclusivos para a Fla TV poderão ser transmitidos na plataforma para uma audiência global.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Assim, fica claro que os valores do patrocínio com a Amazon, caso o acordo realmente saia, podem ser incalculáveis: além do ganho financeiro, o Flamengo pode sair com a vantagem de ser patrocinado pela empresa mais valiosa do planeta e ter sua marca exposta em suas plataformas.

Mesmo que a pandemia do coronavírus tenha atrasado o desfecho da negociação, a tendência é que as duas partes assinem o acordo após 15 de junho. Segundo publicado pelo Globoesporte.com, o contrato terá validade de um ano e meio - até o fim do mandato do presidente Rodolfo landim, mas com gatilhos de renovação.

No futuro, uma parceria Flamengo e Amazon poderia significar a transmissão das partidas do clube na plataforma de streaming. No entanto, o que está em discussão neste momento é apenas o patrocínio, que se tornaria o segundo maior do país, atrás apenas da Crefisa e do Palmeiras.

A negociação e seus efeitos no futuro do Rubro-Negro empolgaram a torcida, que já subiu hashtags como "Vem Amazon" no Twitter, e está na expectativa de um acerto. E o céu é o limite: quem sabe até onde as duas partes vão conseguir chegar, caso realmente aconteça o negócio.

Leia também