Flamengo divulga opção de compra de terreno mas Maracanã é prioridade de situação e oposição

Goal.com

Há três dias das eleições presidenciais, a atual diretoria do Flamengo, que tem Ricardo Lomba concorrendo ao pleito, divulgou a assinatura de opção de compra de um terreno para a construção do tão sonhado estádio.

O fato causou estranheza principalmente na oposição, que vê a medida como um ato política para captar votos nas vésperas das eleições. No entanto, dirigentes se defendem afirmando que na negociação estava em andamento há pelo menos seis meses e nada tem a ver com o pleito. 

Por meio de nota oficial, o clube se manifestou dando detalhes sobre o documento.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Torcida Flamengo Maracanã
Torcida Flamengo Maracanã

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

"Diante das notícias veiculadas no dia de hoje, o Flamengo informa que, após meses de negociação, firmou tão somente um Memorando de Entendimento visando a possível aquisição de um terreno, localizado na Barra da Tijuca, para construção do seu estádio.

O referido documento estabelece um prazo de dez meses para a realização dos estudos de viabilidade técnica e financeira.

Em virtude da proximidade das eleições no Clube, nesse momento não serão divulgados maiores detalhes. Fica ajustado no Memorando que o presidente eleito terá um prazo para manifestar a vontade de levar os estudos adiante ou não, sem qualquer tipo de prejuízo para o Flamengo."

Tanto os grupos da situação como da oposição tem o Maracanã como prioridade. Ambos sabem do valor altíssimo para a construção de estádio e até usam de exemplo o Corinthians, que vive uma crise financeira decorrente das dívidas com Itaquera.

Vale ressaltar que, esta não é a primeira vez que a diretoria do Flamengo assina documento com opção de compra de terreno para a construção do estádio. 

Leia também