Flamengo: depois de escapar de incêndio no Ninho, meia busca seu espaço no time principal

Diogo Dantas
·2 minuto de leitura

O Flamengo estreia hoje no Carioca, contra o Nova Iguaçu, às 21h35, e mandará a campo a base da equipe sub-20, que vem treinando normalmente nos últimos dias. Os nomes mais conhecidos são o lateral Ramon, o meia Lázaro e o atacante Rodrigo Muniz. Ontem, se reapresentaram os primeiros atletas do time principal que participaram das últimas rodadas do Brasileiro —o lateral Matheuzinho, o volante João Gomes, o zagueiro Natan e o goleiro Gabriel Batista.

Um outro jogador, que subiu recentemente para o profissional, é Daniel Cabral, meio-campo de 18 anos, com passagem pela seleção brasileira de base, e sobrevivente do incêndio no Ninho do Urubu, há dois anos. Na época, o volante morava em Mesquita, na Baixada Fluminense, e dormia no alojamento durante a semana. Mas como havia sido convocado para a disputa do Sul-Americano sub-17, deixou o CT na véspera da tragédia.

Com multa rescisória de 100 milhões de euros, o jovem tem chance de ser titular e provar todo valor após negociação recente para renovar seu vínculo, em meio a ofertas da Europa. O plano da diretoria é avaliá-lo para integração definitiva aos profissionais na sequência da temporada.

O Flamengo o segurou até 2025, e espera que o torneio local seja a primeira vitrine para eventual venda. Por pouco o clube não perdeu o jogador de graça. O jovem chegou a ficar afastado até resolver o imbróglio. Quando tudo foi definido, chegou a ter chance nas oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Athletico, sob o comando de Doménec Torrent, que o pediu no elenco.

Hoje, o time será comandado por Maurício Souza, técnico do sub-20, já que Rogério Ceni só deve estar à beira do campo na quarta rodada, contra o Resende, dia 21. Por regulamento, é quando os clubes são obrigados a escalar o que possuem de melhor, e não podem recorrer à base.

Atual campeão, o Flamengo repete a receita que deu certo em 2020, quando só colocou os medalhões em campo sob o comando de Jorge Jesus após quase um mês. Os titulares campeões brasileiros se apresentam dia 15, e terão uma semana de preparação para ir a campo aos poucos. A intenção é usar o primeiro turno do Carioca como pré-temporada.

Já participam dos treinos o primeiro reforço do ano, o zagueiro Bruno Viana. Ele não estará em campo, pois fraturou o dedo da mão direita. O atleta também precisa ser registrado no Boletim Informativo Diário da Federação de Futebol do Rio, após abertura da janela de transferências ontem. O mesmo vale para o volante Hugo Moura, que retornou de empréstimo do Coritiba, e outros nesta situação. Rafinha, que negocia o retorno ao clube, é um deles.