Flamengo critica adiamento de volta de público e segue fora de reunião de clubes com a CBF

·1 minuto de leitura

O Flamengo criticou mais uma vez a demora dos clubes da Série A e da CBF em liberarem a volta do público no Brasileiro da Série A, depois de a Série B ter permitida a presença de torcida.

Em nota, a diretoria lembra que um governante local não pode decidir por todos os clubes, uma vez que a Bahia proibiu o retorno da torcida e emperrou a liberação nas demais localidades.

A reunião do Conselho Técnico dos clubes na CBF, que será nesta terça-feira, mais uma vez não terá a presença do Flamengo, que defende que não cabe a clubes e à entidade deliberar sobre o tema.

"Neste momento, em que a grande maioria dos países apresentam torneios e competições com público, é inacreditável verificar que, mesmo com as aprovações das autoridades sanitárias governamentais competentes, ainda há quem atente contra as torcidas do Brasil e lute por deixá-las longe dos estádios", diz a nota.

Confira a nota do Flamengo na íntegra:

Em relação à convocação feita pela CBF para a participação em uma reunião do Conselho Técnico, hoje, dia 28/09/2021, com pauta única para deliberar sobre o retorno de público aos estádios nas partidas da Série A do Campeonato Brasileiro, o Clube de Regatas do Flamengo informa que:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos