Flamengo anuncia Rogério Ceni como seu novo técnico

·3 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 22.05.2017 - O técnico Rogerio Ceni, que vai comandar o Flamengo. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 22.05.2017 - O técnico Rogerio Ceni, que vai comandar o Flamengo. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Flamengo anunciou na manhã desta terça-feira (10) a chegada de Rogério Ceni, 47, para ser o novo treinador da equipe rubro-negra.

Ele deixou o Fortaleza na segunda, após receber proposta do clube carioca para ser o substituto do espanhol Domènec Torrent. O contrato vai até dezembro de 2021, e sua apresentação está marcada para o início da tarde.

Ainda não está confirmada a data de estreia de Ceni no Flamengo, mas ela poderá acontecer já nesta quarta (11), contra o São Paulo, no Maracanã, pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil.

Ceni é um dos maiores ídolos da história do clube paulista, pelo qual atuou como goleiro de 1990 a 2015 e conquistou vários títulos, os mais marcantes a Libertadores e o Mundial de 2005, e o tri brasileiro de 2006 a 2008.

Ele também foi treinador do time tricolor em 2017, quando iniciava a nova carreira, mas acabou demitido após eliminação na Copa Sul-Americana e com a equipe na zona de rebaixamento do Brasileiro.

O ex-jogador substituirá o espanhol Domènec Torrent, demitido na segunda após a goleada sofrida pelo Flamengo por 4 a 0 para o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro.

A diretoria carioca concordou em pagar multa rescisória de R$ 1 milhão para tirá-lo do Fortaleza, equipe pela qual estava em sua segunda passagem. Ceni chega ao Rio acompanhado do preparador físico Danilo Augusto e do auxiliar Charles Hembert. Ambos deverão trabalhar com ele na Gávea.

O treinador foi procurado pelo Flamengo quando embarcava para Salvador com a delegação do Fortaleza, que enfrentará o Bahia também nesta quarta, em jogo adiado do Brasileiro. A questão financeira nunca foi um problema. O valor da multa rescisória era considerado baixo pelo rubro-negro e o acerto do salário foi rápido.

Os dois principais receios que Ceni tinha eram a passagem pelo Cruzeiro no ano passado e a possibilidade de deixar o Fortaleza em litígio.

Em agosto de 2019, ele havia saído do time cearense durante o Campeonato Brasileiro para trabalhar em Belo Horizonte. Foi demitido em menos de dois meses e retornou ao clube pelo qual conquistou quatro títulos desde 2018 (Série B, Copa do Nordeste e duas vezes o Cearense).

Por isso, o ex-goleiro pediu que houvesse um acordo entre Flamengo e Fortaleza.

Ceni foi convencido de que a situação agora é muito diferente da que encontrou no Cruzeiro. A equipe mineira terminaria rebaixada para a Série B, além de viver grave crise financeira. O Flamengo é o atual campeão brasileiro e da Libertadores e um dos favoritos para vencê-los outra vez. O elenco é avaliado como o mais forte do país.

Com 35 pontos, o time está em terceiro na tabela do principal torneio nacional, um ponto atrás do líder, o Internacional. Na Libertadores, enfrentará o Racing (ARG) pelas oitavas de final a partir do fim de novembro.

O time carioca tinha inicialmente uma lista com cinco possíveis nomes para substituir Domènec Torrent, mas quatro desses só seriam analisados se o acerto com Rogério Ceni, prioridade do clube, não fosse concretizado.