Flamengo ainda não conseguiu vencer fora de casa na Libertadores

ANÁLISE

A derrota do Flamengo para o Atlético-PR por 2 a 1 na última quarta-feira (26) vai obrigar o time a manter o retrospecto dentro de casa se quiser avançar à segunda fase da Copa Libertadores com antecedência. Isso porque o Rubro-Negro perdeu a liderança para o rival paranaense e precisa não correr riscos quando for visitar o San Lorenzo na última rodada.

Sem vencer fora de casa na competição - perdeu para o Universidad Católica por 1 a 0 e agora para o Furacão -, uma questão chama atenção: por que a equipe não consegue somar pontos como visitante?

Uns vão apontar a pressão da torcida adversária como fator para desequilibrar a equipe de Zé Ricardo, no entanto, analisando os duelos já concluídos, nota-se que o Flamengo jogou bem nas duas ocasiões, mas desperdiçou muitas chances.

Orlando Berrio German Lanaro Universidad Catolica Flamengo Copa Libertadores 15032017

Contra o Universidad Católica, o Rubro-Negro não pareceu se intimidar, criou e chamou o jogo. Mas isso não foi o suficiente para sair do Chile com os três pontos. Já quando encarou o Atlético-PR, a equipe carioca voltou a jogar bem, mas também não aproveitou as chances contra o adversário que se defendeu mais do que atacou, e foi certeiro quando chegou à frente com Thiago Heleno e Felipe Gedoz.

O Flamengo deu ao adversário a primeira vitória em casa nesta Libertadores. E ao contrário do que aconteceu com o Furacão, o rubro-negro está invicto em seus domínios. Goleou o San Lorenzo por 4 a 0 logo na estrea, e segurou o placar em 2 a 1 com os paranaenses.

Para seguir sonhando com o título da Libertadores, o Flamengo vai ter que melhorar a sua pontaria e voltar a jogar bem contra o Universidad Católia, no próximo dia 3, no Maracanã para não sofrer pressão fora. 

No momento, a equipe comandada por Zé Ricardo estacionou nos seis pontos, e viu o Furacão chegar a sete.

VEJA TAMBÉM: