Flamengo é condenado a pagar R$ 600 mil para ex-atacante Everton - saiba os motivos

·1 minuto de leitura

O Flamengo sofreu uma importante derrota na Justiça nesta semana. O meia-atacante Everton, hoje no Grêmio, teve ganho de causa em ação movida contra o clube junto à 22ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro e terá direito a receber R$ 600 mil.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Inicialmente, o jogador cobrava R$ 4.487.922,18 por diferenças de valores de 13º salário, férias acrescidas de 1/3, FGTS e descanso semanal remunerado. Por conta do pedido de prescrição do primeiro contrato acolhido pelo juiz Leonardo Campos Mutti, apenas os pedidos relacionados ao segundo vínculo entre as partes foram julgados. Assim, o valor estipulado foi referente às temporadas 2017 e 2018.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Everton passou pelo Flamengo em duas oportunidades: de 2008 a 2009 e de 2014 a 2018. Após o último período, rescindiu e acertou sua ida para o São Paulo. Agora, está no Tricolor gaúcho desde o ano passado, quando foi envolvido na transação que culminou na transferência de Luciano para o Morumbi. Pelo Rubro-Negro, foram 265 partidas e 39 gols marcados.

Para mais notícias do Flamengo, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.