Fla vai em busca de primeira vitória fora de casa contra adversário que é 'pedra no sapato'

João Pedro Granette e Paulo Victor Reis

O Flamengo volta a campo pela Libertadores na noite desta quarta-feira, às 21h45, contra a Universidad Católica (CHI), um adversário que é uma espécie de "pedra no sapato". O Rubro-Negro já enfrentou a equipe chilena em quatro partidas justamente pela fase de grupos do principal torneio sul-americano. Foram três derrotas e apenas uma vitória. O duelo será no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, no Chile.

A única vitória do Flamengo sobre o rival da noite de hoje foi na estreia da Libertadores de 2010. Naquela partida, o lateral-direito Léo Moura teve grande atuação, com um gol de falta e uma assistência para o atacante Adriano. No jogo de volta, porém, os chilenos venceram o Rubro-Negro por 2 a 0. Técnico do time carioca nessas ocasiões, Andrade faz elogios ao adversário.

- O time da Universidad Católica é um time cascudo na Libertadores, desde 2008 vem disputando com frequência. Mas perderam muitos jogadores importantes, alguns para a Europa e com isso eles deram uma "caída". Porém, mesmo assim é um time muito difícil de bater, já que eles estão acostumados com a competição - diz o Tromba, que, por outro lado, confia no Flamengo.

- Mesmo assim, o momento do Flamengo é muito bom, tem tudo para vencer. Tem que jogar com inteligência, segurando a bola e com sabedoria nos primeiros minutos de partida. A torcida vai empurrar e fazer pressão. Mas marcando forte e conseguindo segurar o início do jogo, o Flamengo tem condições de vencer lá no Chile - avaliou.

Em 2002, O Flamengo foi eliminado ainda na fase de grupos da Libertadores, sendo derrotado nos dois jogos pela Católica: 2 a 1 no Chile e 3 a 1 no Maracanã.








E MAIS: