Fla-Flu, 22 anos depois: o que estão fazendo os atletas da 'final' de 1995

RADAR / LANCE!

Após uma longa espera, Fluminense e Flamengo voltarão a entrar em campo para decidir o Campeonato Carioca. Em 1995, as duas torcidas tiveram o gostinho de acompanhar uma final histórica e repleta de reviravoltas, na qual, na reta final, a barriga de Renato Gaúcho garantiu o 3 a 2 que pôs fim a um jejum de dez anos do Tricolor das Laranjeiras na competição.

Passados 22 anos, o LANCE! tenta localizar o paradeiro de todos os que estiveram envolvidos no embate do Maracanã. Confira!

FLUMINENSE

WELLERSON -

Após pendurar as chuteiras, mudou-se para o Oriente Médio, onde chegou a ser preparador de goleiros e auxiliar técnico do Al-Wasl.

RONALD - Chegou a treinar a equipe júnior do Duquecaxiense. Porém, atualmente trabalha como motorista de táxi no Rio de Janeiro.

SORLEI - O zagueiro na decisão trabalha com uma empresa de construção no interior do Paraná. Em 2013, foi acusado de contrabando.

LIMA - Zagueiro que parou Romário, Lima atualmente é treinador. Neste ano, ele comandou o Flamengo-PE no Campeonato Estadual, e classificou a equipe para a Série D do Brasileirão.

LIRA - O lateral-esquerdo, que saiu emocionado de campo, foi empresário e tem também em seu currículo recentes trabalhos como treinador no América e no Barra da Tijuca.

MÁRCIO COSTA - O volante encerrou a carreira no Corinthians-RN em 2015. Foi o mais longevo dos atletas que estiveram na decisão.

DJAIR - Importante taticamente para o Fluminense campeão de 1995, o volante é proprietário de uma loja de sapatos. Também atua no showbol.

AILTON - Autor da jogada do gol do título do Fluminense, o meia é atualmente treinador.

ROGERINHO - Meia em 1995, atualmente é professor de Educação Física.

ÉZIO - Xodó da torcida do Fluminense, o ex-atacante, que entrou no decorrer do Fla-Flu, voltou a morar no Rio de Janeiro. Em 9 de novembro de 2011, morreu aos 45 anos, devido a um câncer no pâncreas e no fígado.

LEONARDO - Autor de um dos gols do Fluminense na final, o ex-atacante hoje é dono de uma padaria em Três Rios (RJ).

CADU - O volante, que entrou na etapa final, chegou a trabalhar como gerente de futebol do Audax após encerrar a carreira.

RENATO GAÚCHO - Responsável por marcar o gol decisivo no Maracanã, o ex-atacante atualmente é técnico do Grêmio.

T: JOEL SANTANA - Segue sua carreira como treinador e, no Campeonato Carioca de 2017, esteve à frente do Boavista.


FLAMENGO

ROGER - O goleiro do Flamengo na final hoje tem trajetória política. Nas horas vagas, joga futebol de areia.

MARCOS ADRIANO - Após pendurar as chuteiras, o lateral foi morar em Alagoas, e chegou a escrever no diário "Estado de Alagoas".

RODRIGO MENDES - Herói do título carioca de 1999, o meia fez curso para treinador, e hoje é sócio de uma empresa de design e multimídia no Rio Grande do Sul. Além disto, o atleta que entrou no decorrer da partida cuida do Instituto Rodrigo Mendes, que vista inclusão social.

GELSON BARESI - Zagueiro do Flamengo na decisão de 1995, hoje é consultor esportivo.

JORGE LUIS - Foi treinador de zagueiros do Vasco e, nas eleições de 2016, se aventurou na política, ao ser candidatar a vereador em Niterói (RJ).

BRANCO - Identificado com o Fluminense, mas no lado rubro-negro em 1995, o então tetracampeão do mundo trabalhou como coordenador técnico do Tricolor das Laranjeiras e foi gerente de futebol do Figueirense.

CHARLES GUERREIRO - O volante atualmente é presidente do Paragominas (PA).

FABINHO - Autor do segundo gol do Flamengo, o volante deixou de lado o futebol. Hoje, mora no Rio de Janeiro.

MARQUINHOS - O meia trabalha em uma escolinha de futebol, e disputa partidas de showbol com a camisa do Flamengo.

WILLIAM - Após pendurar as chuteiras, chegou a ser treinador das categorias de base de clubes como Baraúnas e Boavista.

MAZINHO OLIVEIRA - O meia, que entrou no decorrer da partida, chegou a ter uma incursão como técnico no sub-20 do Guarujá. Atualmente, mora na cidade do litoral paulista.

SÁVIO - Após ter atuado até no Chipre, o ex-atacante hoje é comentarista.

ROMÁRIO - Após pendurar as chuteiras, o Baixinho atualmente está na política. É senador pelo estado do Rio de Janeiro.

T: VANDERLEI LUXEMBURGO - Segue como treinador de futebol. Atualmente, está sem clube.



























































E MAIS: