Fla altera protocolo de Covid-19 para viagem da delegação à Argentina

LANCE!
·1 minuto de leitura


A preocupação com um novo surto de Covid-19 em atletas e estafe fez com que o Flamengo alterasse seu protocolo sanitário para a viagem à Argentina, onde a equipe medirá forças com o Racing pelas oitavas de final da Copa Libertadores. De acordo com informações divulgadas pelo jornal "O Globo", o planejamento do Rubro-Negro será bem mais minucioso do que no período no qual a delegação ficou no Equador.

O departamento médico do clube encomendou uma remessa extra de testes rápidos de Covid-19, a serem utilizados desde o aeroporto antes do embarque para a Argentina. Durante o período no qual atletas e estafe estiverem em Buenos Aires, serão feitos sucessivos testes na delegação até o confronto com o Racing, que acontecerá na próxima terça-feira.


A mudança de planejamento foi feita após o Rubro-Negro ter voltado do Equador (onde enfrentou Barcelona e Independiente del Valle, na primeira fase) com 20 atletas infectados e um total de 41 contaminados pela Covid-19, considerando delegação, comissão técnica e diretoria. Em território equatoriano, foi seguido o protocolo da Conmebol, que exigia a testagem exclusivamente para as partidas.

De acordo com a reportagem, o Flamengo acredita que o surto do vírus tenha ocorrido pelo longo período no Equador. Para o duelo com o Racing, a ideia é não dar margem para riscos.