Fiuk desabafa sobre ausência de Fábio Jr. e bullying na infância: "Achei que era burro"

Bárbara Saryne
·1 minuto de leitura
Fiuk desabafou sobre a infância (Foto: Reprodução/Globo)
Fiuk desabafou sobre a infância (Foto: Reprodução/Globo)

Fiuk teve uma noite difícil no ‘BBB 21’. O artista brigou com seus colegas da Xepa após comer uma banana e perder 500 estalecas. Na manhã desta sexta-feira (29), ele desabafou com Lumena sobre a infância marcada por bullying e dificuldades no colégio. Em seguida, lamentou a ausência do pai, o cantor Fábio Júnior.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"Eu não queria atuar, não queria cantar, porque meu pai foi muito ausente na minha infância. Isso de uma certa forma me travava, eu falava que não queria ser igual", afirmou, emocionado. “Me sentia uma carta fora do baralho. Quando eu vi, a coisa que eu mais queria fazer era tocar violão escondido de todo mundo", completou.

Leia também

Fiuk disse que estudou em mais de dez escolas, pois tinha dificuldade para se relacionar e aprender os conteúdos. “Achei que eu era burro, achei que tinha problema. Eu nunca entendi muita coisa, não conseguia entender as aulas, tirava as pires notas, todos os moleques me zoavam, tomava tapa na cabeça na fila da escola", relatou o ator.

Segundo ele, a única pessoa que sempre acreditou no seu talento foi a mãe. Ele disse que Cleo também tem traumas parecidos e foi quem o aconselhou a seguir a carreira artística quando recebeu seu primeiro convite para atuar.

"Todo mundo na minha família, amigos, escolas, faziam eu me sentir tão burro, tão desfocado. Cheguei a ir com tubo de oxigênio para a escola. Eu via as pessoas olhando e falando de mim e me dava falta de ar, eu não conseguia lidar com nada", desabafou.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube