Fim de férias: Fluminense prepara rotina de volta aos treinos à distância

Luiza Sá
LANCE!


A partir de sábado, o Fluminense voltará a ter uma rotina de treinos depois do término do período de 30 dias de férias dos atletas por conta da pandemia do novo coronavírus. Para isso, o clube montou um esquema especial de atividades virtualmente controladas. Essa inter temporada à distância terá um cronograma feito a partir de orientações da comissão técnica, abrangendo preparadores físicos, fisiologistas, médicos, entre outros.

Os jogadores e o restante da comissão realizaram uma reunião virtual nesta quinta-feira para acertar os últimos detalhes sobre os treinamentos virtuais. O grupo irá receber as primeiras orientações com o programa de treinamentos já nesta sexta. Em meio à quarentena pela pandemia do novo coronavírus, a ideia é padronizar e focar em trabalhos mais específicos. Os atletas vinham fazendo atividades nas férias, mas estavam livres para cumprirem as cartilhas dadas.

Com a determinação dos treinos virtuais, a diretoria autorizou que os atletas que estejam fora do Rio de Janeiro permaneçam naquelas localidades desde que tenham estrutura de tecnologia e espaço físico suficientes para receberem o programa de treinos e executá-lo.




Quando o uso do centro de treinamento for autorizado novamente, o Fluminense já desenvolveu alguns protocolos próprios para se precaver. Entre eles, treinos apenas em pequenos grupos, atividades individuais na parte física, com e sem bola, além do respeito às distâncias determinada pelas organizações de saúde e uso de máscara fora do campo. Os equipamentos vão ser higienizados constantemente para evitar qualquer contágio. Além disso, o Flu realizará os testes de atletas e funcionários.

Nos outros clubes do Rio de Janeiro, não há também previsão de retorno ao CT e cada um se movimenta de acordo com suas necessidades para estabelecer a rotina. O Flamengo deve fazer testes nos jogadores e familiares, além de seguir monitorando as atividades online. No Botafogo, assim como nos outros, a orientação é que não se faça nenhum tipo de atividade presencial até que a OMS/Ministério da Saúde deem novas ordens. O Alvinegro estuda os métodos daqui para frente e o Vasco manterá o que já estava sendo feito.

A extensão das férias foi em concordância com a maioria dos clubes brasileiros para que haja mais tempo de calendário quando a paralisação tiver fim. Ainda não se sabe quando os campeonatos vão retornar. A diretoria e os jogadores do Fluminense chegaram a um acordo de redução salarial e vão ganhar mais 10 dias de descanso ao final da temporada.

*Matéria atualizada às 14h32 do dia 01/05/2020.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também