Fim da linha: Internacional demite Miguel Ángel Ramírez e comissão técnica

·1 minuto de leitura


A situação que parecia encaminhada depois da queda na Copa do Brasil da última quinta-feira (10) diante do Vitória acabou se confirmando no início da tarde dessa sexta: Miguel Ángel Ramírez não é mais o técnico do Internacional.

Além do comandante espanhol, o clube divulgou em nota oficial que também foram demitidos o auxiliar técnico Martín Anselmi, o preparador físico Cristóbal Fuentes e o analista de desempenho Luis Piedrahita.

Ramírez chegou ao clube gaúcho em janeiro desse ano com a moral do bom trabalho realizado no Independiente del Valle que teve como principal resultado o título da Copa Sul-Americana de 2019, o primeiro em todos os âmbitos na história da equipe equatoriana.

Entretanto, acabaram pesando negativamente contra o treinador europeu a inconstância demonstrada pela equipe nos últimos meses.

Além de uma apresentação decepcionante contra o Always Ready na Libertadores, o time ficou novamente com o vice do Gauchão contra o Grêmio sem atuar bem, foi goleado pelo Fortaleza na última rodada do Brasileirão e foi eliminado precocemente da Copa do Brasil. Torneio esse, aliás, que tinha importância extra pela questão financeira, algo em caráter delicado no Inter.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos