Filme repetido: Botafogo tem início promissor, mas 'apagão' no segundo tempo o afasta da vitória

·3 minuto de leitura


Alguns pontos começam a explicar o jejum de vitórias do Botafogo fora de casa na Série B. Na noite da última terça-feira, o Alvinegro Carioca teve um bom primeiro tempo, praticamente ditou o ritmo da partida contra o CRB, no Rei Pelé, e foi para o intervalo com a vantagem no marcador. No entanto, nos 45 minutos finais, a produção foi ínfima, e o Glorioso foi superado pela equipe alagoana por 2 a 1.

> ATUAÇÕES: Rafael Navarro ‘briga’ pelo gol e recebe a maior nota do Botafogo

Um cenário semelhante ocorreu com o Botafogo no último sábado, no empate com o Avaí por 1 a 1, na Ressacada, em jogo válido pela nona rodada da competição. Na ocasião, o time de Marcelo Chamusca havia criado as melhores chances do confronto e poderia ter ido aos vestiários com uma boa vantagem no marcador.

> Veja a tabela da Série B

No retorno para a segunda etapa, contudo, o Glorioso voltou desligado, e foi o Leão da Ilha, que começou a gostar do jogo. Não por acaso, o time catarinense conseguiu abrir o placar com Lourenço, aos 24 minutos. Pelo lado da equipe carioca, a primeira grande chance - após um primeiro tempo "fulminante" - veio apenas aos 19 minutos, com uma jogada individual de Diego Gonçalves.

Na noite da última terça-feira, o cenário foi parecido - a grande diferença é que o Botafogo mostrou evolução e converteu o domínio sobre a equipe alagoana no primeiro tempo em gol. Segundo o site SofaScore, o Botafogo conseguiu, nove finalizações na etapa inicial, sendo quatro delas dentro da área do CRB.

Entretanto, o "apagão" do time de Chamusca no segundo tempo surgiu mais uma vez. Logo nos primeiros minutos, a defesa do Botafogo deu muito espaço e tempo para Hyuri, que enfiou uma ótima boa para Nicolas Careca empatar o confronto. Depois disso, o Alvinegro até teve mais a posse, porém pouco produziu para trazer perigo ao gol defendido por Diogo Silva.

Segundo o site "SofaScore", o Botafogo teve apenas quatro finalizações na etapa final, o que é menos da metade do que foi produzido no primeiro tempo. Inclusive, apenas uma dessas finalizações foi em direção ao gol. Isso mostra que durante 45 minutos, apenas uma jogada teve a real chance de balançar as redes do CRB.

> Aplicativo de resultados do LANCE! também está disponível na versão iOS

A grande chance do Botafogo na etapa final, mais uma vez, saiu dos pés de Diego Gonçalves. Já perto do encerramento do confronto, ele conseguiu uma linda jogada individual pela esquerda, invadiu a área e bateu forte, mas Diogo Silva fez excelente defesa com apenas uma das mãos.

O fato é: pelo segundo jogo seguido, o Botafogo apaga no intervalo, não volta bem para a partida e deixa pontos importantes fora de casa. A equipe carioca, agora, busca se recuperar na competição dentro de casa. O adversário da vez será o Cruzeiro, no próximo sábado, às 16h30, no Estádio Nilton Santos, em partida válida pela 11ª rodada da Série B.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos