Guardiola foi multado por "desafiar" a Federação Inglesa, divulga entidade

EFE

Londres, 15 mar (EFE).- A Federação Inglesa de Futebol (FA) divulgou nesta quinta-feira que o técnico espanhol Josep Guardiola, do Manchester City, foi multado por ter "desafiado" as normas da entidade, ao usar um laço amarelo na lapela, como forma de protestar pela prisão de dois líderes separatistas da Catalunha.

O comandante dos 'Citizens' deveria desembolsar 20 mil libras (R$ 91,6 mil), conforme decisão tomada na semana passada, por transgredir normas de propaganda da entidade ao exibir "uma mensagem política" em sua vestimenta, "especificamente um laço amarelo".

O laço se transformou em um símbolo de protesto dos separatistas catalães, para exigir a liberdade dos 'Jordis' - Jordi Sánchez e Jordi Cuixart, e de Joaquim Forn e Oriol Junqueras, presos desde o fim do ano passado.

Através de um comunicado divulgado hoje, o conselho regulador da federação inglesa explicou que havia enviado "várias cartas de aviso" ao treinador espanhol, a quem também enviou uma advertência sobre sua conduta futura.

"Para muitos, (o laço) se transformou em sinônimo do apoio aos separatistas catalães na Espanha e da resistência na região. Seguindo estritamente as normas, que estão baseadas nisso, (o laço) representa claramente uma mensagem política", manifestou a comissão.

"Suas ações foram consideradas como um desafio após as várias advertências", acrescentou a FA na nota.

O laço amarelo gerou polêmica na Inglaterra nas últimas semanas, e o presidente da FA, Martin Glenn, teve que pedir desculpas por comparar o símbolo com a estrela de David, a foice e o martelo e a suástica nazista. EFE


Leia também