Figueirense e Avaí fazem clássico para fechar Grupo D da Primeira Liga

A partida que fecha o Grupo D da Primeira Liga traz um importante clássico regional como atração. Em duelo marcado para esta quinta-feira, às 19h30(de Brasília), o Figueirense recebe o Avaí, no Orlando Scarpelli, no histórico dérbi da cidade de Florianópolis. Com campanhas ruins, as equipes ainda não venceram na competição. Com isso, o Leão da Ressacada entre em campo já eliminado, e somente o Alvinegro tem chances de classificação.

Para garantir vaga nas quartas de final, porém, a missão do Figueirense é difícil. A equipe alvinegra, que tem um ponto conquistado, terá que vencer seu rival por pelo menos por 3 a 0 ou por dois gols de diferença com no mínimo 4 a 2 no placar. Só nestas combinações o Figueira conseguiria ultrapassar o Paraná, que possui quatro pontos, nos critérios de desempate.

Por isso, o discurso no lado alvinegro de Florianópolis é de ter o melhor desempenho possível dentro de campo. “Temos um clássico nesta quinta-feira e este jogo é muito importante. Vamos dar a vida dentro de campo contra o Avaí”, afirmou Carlos Arini, superintendente de esportes do Figueirense.

Já sem chances de título no Campeonato Catarinense, o técnico Márcio Goiano deve mandar o Figueirense a campo com força máxima para enfrentar o Avaí, visando preparar o time para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, que terá início no próximo mês de maio.

Pelo lado do Avaí, a principal motivação para a partida é o próprio clássico em si. Sem pontuar na Primeira Liga, o Leão da Ressacada não tem mais chances de avançar para as quartas de final. Em contrapartida, a equipe se prepara para a disputa da grande final do Campeonato Catarinense, que terá início no dia 30 de abril. A decisão será realizada diante da Chapecoense em duelos de ida e volta.

Procurando chegar em alta para a final do Estadual, o lateral esquerdo Capa espera que um triunfo no clássico dê moral para a equipe em busca do título. “A cobrança do torcedor é importante para nós. Sabemos que fizemos um bom Campeonato Catarinense, apesar de não conquistar o returno e nos sagrarmos campeões da competição de forma direta, mas lutamos ao máximo. Acho que no clássico uma vitória é sempre bem-vinda para os torcedores e também para nós jogadores”, afirmou o jogador.

Assim como Márcio Goiano, o técnico Claudinei Oliveira deve ir com força máxima para buscar uma vitória no clássico diante do Figueirense.