Fifa vai escolher, no dia 25 de junho, sede da Copa do Mundo feminina de 2023

AFP
Megan Rapinoe liderou a seleção dos Estados Unidos na conquista do Mundial de 2019
Megan Rapinoe liderou a seleção dos Estados Unidos na conquista do Mundial de 2019

O Conselho da Federação Internacional de Futebol (Fifa) designará no dia 25 de junho a candidatura vencedora para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2023 anunciou a entidade nesta sexta-feira.

Durante uma sessão que será realizada virtualmente devido a restrições por causa da pandemia do novo coronavírus, o conselho terá que escolher entre quatro opções: uma candidatura conjunta da Austrália e da Nova Zelândia e três projetos individuais, apresentados por Brasil, Colômbia e Japão.

A última Copa do Mundo de Feminina aconteceu em 2019 na França e foi vencida pelos Estados Unidos, que conquistaram assim o tetracampeonato.

A Fifa espera escolher a candidatura "mais abrangente, objetiva e transparente da história da competição", garantiu Fatma Samoura, secretária geral da Federação Internacional, citada em um comunicado.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também