Fifa suspende Messi por 4 jogos por insultos a bandeirinha brasileiro nas eliminatórias

BUENOS AIRES (Reuters) - A Fifa suspendeu por quatro partidas o atacante argentino Lionel Messi, nesta terça-feira, por ter insultado um árbitro assistente durante a partida da semana passada em que a Argentina venceu o Chile pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo da Rússia.

A punição disciplinar, publicada na página oficial da Fifa na internet, entra em vigor a partir desta terça-feira, o que significa que Messi não poderá entrar em campo na partida desta noite contra a Bolívia. O camisa 10 só voltará a campo pela seleção nas eliminatórias na última rodada, contra o Equador.

De acordo com a Fifa, Messi foi considerado culpado de ter pronunciado "palavras injuriosas" contra o bandeirinha brasileiro Emerson Augusto de Carvalho. Além da suspensão, o atacante foi multado em de 10.000 francos suíços (10.157 dólares).

"A primeira partida em que se aplicará a sanção será o próximo jogo da competição eliminatória para a Copa do Mundo da Fifa Rússia 2018 entre Bolívia e Argentina, que será disputada em 28 de março de 2017. O restante da punição deverá ser cumprido nos jogos seguintes da Argentina na competição preliminar do Mundial", afirmou a Fifa.

A Argentina venceu o Chile por 1 x 0 na semana passada com um gol de pênalti convertido por Messi, subindo para o terceiro lugar nas eliminatórias atrás do líder Brasil e do vice Uruguai.

A Associação de Futebol Argentino (AFA) recebeu uma notificação na segunda-feira da Comissão Disciplinar da Fifa pedindo informações sobre a "linguagem ofensiva, grosseira e obscena contra os árbitros da partida" que Messi teria utilizando durante a partida.

A Fifa, que não recebeu qualquer queixa a respeito na súmula dos árbitros brasileiros, utilizou como provas os vídeos de diferentes veículos de comunicação.

"No final da partida vi que (Messi) reclamava de uma falta levantando as mãos e dizendo alguma coisa que naquele momento não entendi. Só depois, por meio da imprensa, entendi que se tratava de um insulto", disse o auxiliar alvo das reclamações de Messi.

A ausência de Messi pode complicar a classificação da Argentina para o Mundial da Rússia. Sem o jogador do Barcelona, a seleção conquistou apenas 7 de 21 pontos disputados, enquanto que com Messi em campo somou 15 de 18.

O substituto de Messi contra a Bolívia pode ser Paulo Dybala, recentemente recuperado de uma lesão muscular, ou Sergio Aguero ou Ezequiel Lavezzi.

(Reportagem de Luis Ampuero)