Fifa suspende Messi e craque desfalca a Argentina contra a Bolívia

Depois de analisar as denúncias feitas de que Lionel Messi teria xingado os dois auxiliares da última partida da Argentina contra o Chile pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2018, a Fifa decidiu por suspender o camisa 10 do Barcelona por quatro jogos oficiais, além de aplicar uma multa em dinheiro pelo ato. O jogador não jogará mais contra a Bolívia na partida desta terça-feira.

“Se considera culpável o futebolista Lionel Messi de ter violado o artigo 57 do Código Disciplinar da Fifa (CDF) ao pronunciar palavras injuriosas contra um árbitro assistente”, diz a nota da entidade geral do futebol mundial, que multou o argentino em 10 mil francos suíços, aproximadamente 31 mil reais.

Sendo assim, Messi será desfalque para os Hermanos na partida desta terça, contra a Bolívia, disputada em La Paz, no Estádio Hernando Siles, válida pela 14ª rodada das Eliminatórias. Caso a Federação Argentina de Futebol (AFA) não recorra à decisão, o craque ainda irá perder os clássicos contra Uruguai (31 de agosto) e Paraguai (5 de setembro) e a partida contra o Peru (5 de outubro).

Atualmente na terceira colocação da tabela sul-americana das Eliminatórias com 22 pontos, a Argentina conseguiu respirar um pouco após a vitória por 1 a 0 sobre o Chile com gol de Messi em cobrança de pênalti. A equipe tem dois pontos a mais que Equador e Chile, respectivamente quinto e sexto colocados, e um a mais que a Colômbia, quarta.

A Fifa também estuda punições para a Argentina em si, uma vez que a torcida no Estádio Monumental de Nuñez proferiu fortes insultos durante o hino do Chile na cerimônia que antecedeu o confronto de semana passada.

Leia também