Clássico entre Peñarol e Nacional deixa 110 detidos e um policial ferido

Montevidéu, 6 abr (EFE).- O clássico uruguaio da última quarta-feira entre Peñarol e Nacional, as equipes mais populares do país, terminou com 110 pessoas detidas e um policial ferido, informaram fontes oficiais.

A partida contou com um inovador sistema de segurança por câmeras com reconhecimento facial para impedir a entrada de pessoas com antecedentes penais e mais de 1,2 mil policiais, detalhou o Ministério do Interior em comunicado.

Do total de detidos, 78 eram torcedores do Peñarol e 32 do Nacional, sendo 21 menores de menores de idade. A maioria foi detida por causar desordens nos arredores do Estádio Centenário de Montevidéu, onde se disputou o partido.

Um dos detidos entre os torcedores do Nacional carregava uma lâmina de 15 centímetros e encaminhado à direção general de Informação e Inteligência Policial. Enquanto isso, dois torcedores do Peñarol foram detidos por circular em moto furtada.

O policial ferido apresentou uma lesão leve na cabeça por causa de uma pedrada e foi transferido ao Hospital Policial.

O clássico terminou empatado em 1 a 1, com gols de Arias para o Peñarol e Aguirre para o Nacional, que se mantém na liderança do Torneio Apertura. EFE