Fifa recua da ameaça de multar clubes ingleses que escalarem jogadores sul-americanos

·1 minuto de leitura
Logotipo da Fifa em frente à sede da entidade, na Suíça.

(Reuters) - A Fifa permitirá que jogadores de Brasil, Chile, México e Paraguai que defendem clubes ingleses entrem em campo neste fim de semana por suas equipes, depois que esses países concordaram em abrir mão de uma restrição, disse uma fonte com conhecimento do assunto à Reuters nesta sexta-feira.

Liverpool, Manchester United, Chelsea e Manchester City foram alguns dos clubes que não dispensaram jogadores brasileiros para os jogos das eliminatórias da Copa do Mundo neste mês, uma vez que os atletas teriam que viajar para países da "lista vermelha" da Covid-19.

Fontes disseram nesta semana que os clubes da Premier League poderiam enfrentar sanções da Fifa se escalassem neste fim de semana os jogadores sul-americanos que não foram liberados para defender suas seleções.

Mas, após extensas conversas nas últimas 24 horas entre a Fifa e as federações envolvidas, um acordo foi fechado que abriu caminho para os jogadores atuarem por seus times sem o risco de os clubes serem sancionados, disse a fonte à Reuters.

A Fifa, a Associação de Futebol da Inglaterra e a Premier League estão trabalhando juntas para encontrar uma solução com o governo do Reino Unido sobre as restrições de quarentena para a janela internacional de outubro, acrescentou a fonte.

(Reportagem de Rory Carroll, em Los Angeles)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos