Fifa quer um VAR mais simples que possa ser usado em todas as categorias e divisões

·1 minuto de leitura
Lance da partida entre Liverpool e West Ham pela 7ª rodada do Campeonato Inglês
Lance da partida entre Liverpool e West Ham pela 7ª rodada do Campeonato Inglês

A Fifa anunciou nesta terça-feira que está estudando uma forma de desenvolver um sistema "simplificado" e mais "acessível" de arbitragem por vídeo (VAR) para ser implantado "em todos os níveis do futebol" (como divisões de acesso e categorias de base).

O grupo de trabalho “Inovação e Excelência” da entidade máxima do futebol mundial apresentará em breve à Fifa e à International Football Association Board (Ifab, entidade responsável pelas regras do esporte), uma “recomendação” para a implementação desta reforma.

O seu desenvolvimento responde ao “objetivo de criar sistemas mais acessíveis e permitir a utilização do assistente de vídeo em todos os níveis do futebol”, informou a Fifa, evocando a possibilidade de reduzir “a qualidade e os requisitos mínimo" das "instalações tecnológicas" do VAR.

A utilização desse recurso eletrônico está disponível apenas nas principais competições internacionais e campeonatos nacionais.

A última edição da Liga dos Campeões Feminina teve apenas VAR na final, uma limitação que atraiu críticas de várias jogadoras.

A Fifa também informou que está refletindo sobre o "desenvolvimento de uma tecnologia semiautomática de impedimento para tornar o processo de análise dessas situações o mais eficaz possível".

Por último, o organismo internacional indicou convidou empresas para desenvolverem um sistema mais simples e que permita um melhor análise de situações de impedimento.

Nas últimas semanas, vários impedimentos foram marcados pelo VAR em situações que lançaram muitas críticas ao sistema, principalmente no Campeonato Inglês.

ama/jed/psr/lca