Fifa propõe cinco substituições para a retomada do futebol

AFP
Jogadores do Grêmio entram em campo com máscaras protetoras para impedir a propagação do coronavírus, antes da partida a portões fechados contra o São Luiz, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, em 15 de março de 2020
Jogadores do Grêmio entram em campo com máscaras protetoras para impedir a propagação do coronavírus, antes da partida a portões fechados contra o São Luiz, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, em 15 de março de 2020

A FIFA propõe autorizar até cinco substituições por equipe em cada partida, quando as competições recomeçarem após a paralisação causada pela pandemia de coronavírus, a fim de ajudar os jogadores a enfrentar um calendário muito ocupado para tentar encerrar a temporada, disse uma fonte da entidade nesta segunda-feira.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A proposta foi transmitida ao International Board (Ifab), o órgão que estabelece as regras do jogo, e que deve aceitá-la antes que possa ser aplicada pelas diferentes ligas nacionais, disse um porta-voz da Fifa.

Leia também:

"Quando a competição recomeçar, o cronograma estará sobrecarregado com um número muito maior de jogos do que o habitual", afirmou o porta-voz.

"A segurança dos jogadores é uma das prioridades da Fifa. Uma das preocupações é que a alta frequência de partidas possa aumentar o risco potencial de lesão", justificou.

A Fifa propôs à Ifab "relaxar temporariamente a Lei 3 do Jogo para permitir um número maior de substituições".

Se a proposta for aceita, cada equipe terá a possibilidade de fazer alterações de até cinco jogadores no tempo regulamentar, duas a mais do que as permitidas atualmente e uma sexta no caso de prorrogação.

A proposta poderá ser estudada rapidamente pela Ifab, já que alguns países estão pensando em retomar suas ligas no início de maio, embora cada campeonato tenha a última palavra para decidir se aplica a iniciativa ou não.

A medida pode ser aplicada ao longo da temporada 2020-2021 e pode ser estendida "teoricamente" durante o Euro-2020 ou a Copa América-2020, adiada para junho-julho de 2021, de acordo com uma fonte próxima ao caso.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também