Fifa pedirá a países membros que batizem estádios com o nome de Pelé

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, afirmou nesta segunda-feira que pedirá a todos os países membros da entidade que batizem pelo menos um estádio com o nome de Pelé em homenagem ao ex-jogador, que morreu na semana passada aos 82 anos.

"Vamos homenagear o Rei como ele merece. Pediremos a todas as federações no mundo inteiro, os 211 países, que batizem um estádio de cada país com o nome de Pelé, porque os jovens têm que saber e lembrar quem ele era", disse Infantino, que chegou à cidade de Santos para participar da despedida do ídolo.

O velório de Pelé, único jogador a vencer três Copas do Mundo, começou na manhã desta segunda-feira na Vila Belmiro, casa do Santos, onde o Rei jogou quase toda sua carreira.

"Pelé é eterno, é um ícone mundial do futebol. Fez pela primeira vez muitas coisas que no futebol 99% apenas podem sonhar em fazer, e o 1% restante fez depois dele", acrescentou Infantino.

Além do presidente da Fifa, chegaram à Vila Belmiro para se despedir do maior jogador da história os presidentes da CBF, Ednaldo Rodrigues; e da Conmebol, Alejandro Domínguez.

O velório no estádio, aberto ao público, será sucedido por um cortejo fúnebre por Santos na terça-feira, para depois o corpo do ex-jogador ser sepultado em uma cerimônia reservada à família.

msi/app/cb