Fifa intima Cruzeiro por dívida referente à transação de Matías Pisano

Clube deve 750 mil dólares da transferência envolvendo a ida de meia-atacante que defendia as cores do Independiente para a Toca da Raposa II

O Huracán, da Argentina, não foi o único a acionar o Cruzeiro na Fifa por conta de uma dívida. O Indpendiente também reclamou do clube mineiro junto ao órgão que rege o futebol mundial. A informação é do canal TycSports, da Argentina.

O time de Avellaneda cobra 750 mil dólares (R$ 2,3 milhões na cotação atual) dos mineiros por conta da transferência de Matías Pisano para a Toca da Raposa II no início de 2016.

A Fifa já intimou os mineiros e aguarda a defesa do clube até 10 de maio - prazo idêntico ao dado pela entidade no caso envolvendo a transferência de Ramón Ábila para a equipe celeste.

Contratado em janeiro de 2016 após uma dívida do Independiente referente à ida de Ernesto Farías para o clube de Avellaneda, Matías Pisano não se firmou no Cruzeiro e atualmente defende as cores do Tijuana, do México.

A Raposa ainda detém 50% dos direitos econômicos do jogador que defende o futebol da América do Norte.