Procuradoria de Udine abre investigação sobre morte de Astori

EFE

Roma, 5 mar (EFE).- O chefe da Procuradoria de Udine, o promotor Antonio De Nicolo, anunciou nesta segunda-feira a abertura de uma investigação por homicídio culposo contra desconhecidos pela morte do jogador italiano Davide Astori, encontrado sem vida neste domingo em seu quarto durante a concentração de sua equipe, a Fiorentina, antes de um jogo contra a Udinese.

Em declarações à emissora de rádio pública "RAI", De Nicolo explicou que esse é um procedimento obrigatório na Itália e que o corpo de Astorio permanecerá sob os cuidados das autoridades até que tudo seja investigado. Segundo ele, isso deve acontecer nesta terça ou na manhã da próxima quarta.

Astori, de 31 anos, era casado e deixa uma filha de 2 anos. Ainda não há data para o sepultamento do atleta, que jogou pela seleção italiana 14 vezes. EFE


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também