Fifa impede Bélgica de usar camisa com a palavra "Love"

A Bélgica, que já tinha sido impedida pela Fifa de usar a braçadeira com as cores do arco-íris durante a Copa do Mundo em apoio ao coletivo LGBTQIA+, também não vai usar seu segundo jogo de camisas, nas quais está escrita a palavra "Love" ("Amor" em inglês), informou nesta segunda-feira a Real Federação Belga de Futebol (RBFA).

Essa camisa, em grande parte branca, mas com partes nas cores do arco-íris, traz a palavra "Love" na gola e essa menção, segundo a RBFA, geraria problemas para a Fifa. Bastaria retirar essa palavra para que o uniforme fosse validado pela organização.

"O desenho da camisa foi inspirado nos famosos fogos de artifício do festival de música Tomorrowland e representa os valores comuns de diversidade, igualdade e inclusão", explicou a federação belga ao apresentar o uniforme em setembro.

Este veto não afetaria a Bélgica ao menos durante a fase de grupos, já que está previsto que a equipe use em seus três jogos o uniforme número um, de cor vermelha.

Os sete times europeus que pretendiam usar no Mundial do Catar a braçadeira 'One Love' contra a discriminação desistiram da iniciativa nesta segunda-feira diante da ameaça de punições esportivas.

"A Fifa foi muito clara. Vai impor sanções esportivas se nossos capitães usarem as braçadeiras em campo. Como federações nacionais, não podemos pedir a nossos jogadores que se arrisquem a sanções esportivas, incluindo cartões amarelos", escreveram essas sete federações.

"Os jogadores e treinadores da Bélgica são grandes defensores da inclusão e continuarão mostrando seu apoio por outras vias", disse a RBFA, que também informou que terá "um olhar crítico em suas relações com a Fifa" a partir de agora.

bnl/dr/mcd/cb