Fifa deve receber US$200 milhões em indenizações por investigação por corrupção

·1 minuto de leitura
Logotipo da Fifa em frente à sede da entidade, na Suíça.

(Reuters) - A Fifa, entidade que comanda o futebol mundial, vai receber 201 milhões de dólares em indenizações por perdas provocadas por esquemas de corrupção, afirmou o Departamento de Justiça dos Estados Unidos nesta terça-feira.

O dinheiro foi apreendido das contas bancárias de ex-representantes envolvidos em esquemas e foram processados após uma investigação de anos no mundo do futebol.

Desde que o Departamento de Justiça revelou a investigação em 2015, mais de 50 réus foram indiciados criminalmente. Vinte e sete pessoas e quatro entidades corporativas se declararam culpados, e duas pessoas foram condenadas em julgamentos.

"O anúncio de hoje confirma que o dinheiro roubado por autoridades corruptas do futebol e executivos de marketing esportivo através de fraudes e corrupção será devolvido para onde ele pertence, e será usado para beneficiar o esporte", disse a procuradora federal em exercício dos EUA Jacquelyn Kasulis, em nota.

O Departamento de Justiça norte-americano disse que 32,3 milhões de dólares em fundos foram aprovados inicialmente para distribuição para Fifa; Concacaf, a confederação responsável pelo esporte nas Américas Central e do Norte; e a Conmebol, que representa o futebol na América do Sul, além de federações nacionais de futebol.

(Por Steve Keating; reportagem adicional de Jonathan Stempel)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos