Fifa autoriza que mercado de transferências coincida com reta final das ligas

AFP
Logo da Fifa em sua sede em Zurique
Logo da Fifa em sua sede em Zurique

A Fifa alterou temporariamente seu regulamento sobre transferências nesta quinta-feira, levando em conta a longa interrupção das competições provocada pela pandemia de coronavírus, autorizando sob algumas condições, que a próxima janela de transferência se sobreponha ao final dos campeonatos 2019-2020, remarcado para as próximas semanas.

Reafirmando, como fez nas recomendações publicadas em abril, que "a prioridade deve ser dada aos clubes antigos para encerrar a temporada" com seus elencos originais, através de prorrogação de contratos, se necessário, a Fifa inclui adaptações: o gabinete do Conselho da entidade máxima do futebol mundial aprovou nesta quinta "as alterações regulatórias transitórias" na regulamentação do estatuto e na transferência de jogadores.

Entre as medidas, a Fifa permite a "exceção de sobreposição" entre o "período de registro" para a temporada seguinte e "a fase final da temporada 2019-2020 em no máximo quatro semanas".

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Normalmente, a janela de transferências no verão europeu não começa até que a temporada anterior termine. Cada federação nacional define as datas dos dois mercados, durante os quais são autorizados as transferências de jogadores de um país para outro.

A decisão da Fifa permitirá que os clubes ainda envolvidos em seus respectivos campeonatos durante o verão contratem novos jogadores que, no entanto, não poderão ser escalados em partidas oficiais até a temporada de 2020-2021.

Essas reformas, implementadas para tornar o mercado de transferências mais flexível e preservar "a integridade das competições", permitirão que um jogador defenda as cores de três clubes diferentes durante uma temporada. Em tempos normais, ele pode jogar em duas entidades.

O mercado para a próxima temporada deverá ser particularmente complicado nos grandes campeonatos europeus que, com exceção da liga francesa, optaram por uma reprogramação durante o verão para encerrar suas temporadas, após três meses suspensos devido à pandemia.

Na França, com a liga permanentemente suspensa, o mercado de transferências começou na segunda-feira, mas apenas entre os clubes franceses. Para a janela internacional, a liga francesa (LFP) especificou que o conselho de administração determinará as próximas datas de acordo com a decisão da Fifa e em coordenação com os outros campeonatos europeus.

Leia também