Fifa anuncia nova divisão de vagas para Copa do Mundo de 2026

A Fifa aprovou, nesta quinta-feira, as recomendações da nova distribuição de vagas para as confederações a partir da Copa do Mundo de 2026, que vai ser jogada com 48 seleções, aumentando o número de equipes sul-americanas de quatro para seis.

Atualmente, a Conmebol tem quatro vagas diretas e uma de repescagem. Com a nova distribuição, o continente passaria a ter seis participantes, o que significa mais da metade de todas as seleções da região. As eliminatórias são disputadas entre 10 países.

No caso da Concacaf (América do Norte, Central e Caribe), o aumento seria ainda maior. Atualmente, a federação tem três vagas e uma repescagem, e passaria a ter seis representantes no Mundial.

Segundo as recomendações, a Europa (Uefa) passaria de 13 para 16 vagas diretas, a África (CAF) aumentaria de cinco para nove seleções. A Ásia (AFC) aumentaria de quatro vagas e uma repescagem para oito países participantes, enquanto a Oceania (OFC) ganharia uma vaga direta.

As vagas diretas somariam 46 times. Um torneio de repescagem com seis times decidiria as duas últimas vagas, possivelmente em novembro de 2025, segundo a proposta da Fifa.

Para esse torneio, cada federação mandaria um time, com exceção da Uefa. O sexto time participante seria da confederação aonde se disputa o Mundial.

Destas seleções, as duas melhores, pelo ranking da Fifa, disputariam a vaga com os vencedores das partidas entre as quatro outras equipes, que se enfrentam em jogos eliminatórios.

O país organizador está automaticamente classificado para o Mundial e sua vaga vai ser descontada da federação correspondente. No caso da organização entre dois ou mais países, o número de países classificados automaticamente vai ser decidido pelo Conselho da Fifa.

A recomendação "vai ser submetida a uma ratificação do Conselho da Fifa, dia 9 de maio, em Bahrein", a dois dias do início do Congresso da maior entidade do futebol.

- Projeto Infantino -

O núcleo do Conselho da Fifa, que reúne o presidente Gianni Infantino e os presidentes das confederações, se reuniram na quinta-feira, em Zurique, "e chegou a um acordo sobre as propostas de divisão de vagas", comemorou a Fifa em comunicado.

"Estamos satisfeitos com a divisão de vagas proposta para o Mundial de 2026. Foi aceita por todas as confederações", reagiu o presidente da Uefa, o esloveno Alexander Ceferin.

A ampliação do Mundial, de 32 para 48 equipes, foi aprovada dia 10 de janeiro com o empurrão de Infantino, que considerou o projeto uma aposta pessoal.

O número de jogos do Mundial vai aumentar para 80, contra os 64 atuais, e a primeira fase vai ser disputada em 16 grupos de 3 times. Somente uma equipe se classifica em cada grupo.

Isso quer dizer que a seleção campeã de 2026 vai ter disputado 7 jogos, assim como o que acontece atualmente.

Antes da mudança, o formato de 32 times se mantém na Rússia-2018 e no Catar-2022. A sede para a Copa do Mundo de 2026 vai ser revelada no início de maio de 2020.