Fifa abre investigação contra a Argentina por provocações após a Copa do Mundo

Fifa pode multar Argentina por provocações (Kirill KUDRYAVTSEV / AFP)


As provocações dos jogadores da seleção argentina agora chegaram à entidade máxima do futebol. A Fifa abriu uma investigação contra a federação de futebol do país rioplatense (AFA) pelas comemorações provocativas dos jogadores do selecionado alviceleste depois da conquista da Copa do Mundo contra a França.

No comunicado, a Fifa diz que a seleção argentina violou regras pela má conduta de jogadores, comportamento ofensivo e violação do FairPlay ou do artigo 44, correspondente ao Regulamento de Mídia e Marketing da Federação Internacional. Se ela se declarar culpada, a penalidade para a campeã mundial pode receber uma grande multa.

+ Confira as notícias do mercado da bola no vaivém do L!


- O Comitê Disciplinar da FIFA abriu um processo contra a Associação Argentina de Futebol por possíveis violações dos artigos 11 (Comportamento ofensivo e violação dos princípios do fair play) e 12 (Conduta imprópria de jogadores e árbitros) do Código Disciplinar da FIFA, conforme bem como o Artigo 44 do Regulamento da Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022™ em conjunto com o Regulamento de Marketing e Mídia da Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022™, durante a partida inal, contra a França - disse a entidade em comunicado.

As imagens das comemorações da argentina rodaram o mundo com as provocações protagonizadas por Aguero, que estava junto com a delegação e o goleiro Martinez que chegou a dançar na disputa de pênaltis e provocar Mbappé nos festejos em Buenos Aires.