Fiba mantém Confederação Brasileira de Basquete suspensa

Giovanni Kleinübing/CBB

A Federação Internacional de Basquete (Fiba) anunciou, nesta quarta-feira, no site da entidade, que a Confederação Brasileira da modalidade (CBB) segue suspensa. A Fiba elogiou os esforço do presidente Guy Peixoto e voltará a discutir o tema na próxima reunião da entidade, marcada para o dia 21 de junho. A CBB está suspensa desde novembro do ano passado porque não cumpria suas obrigações e necessitava de reestruturação.

Na última semana, durante o workshop de três dias em Mies (Suíça), Guy apresentou um relatório com o plano de trabalho de sua gestão. Na ocasião, o secretário-geral das Fiba, Patrick Baumann, estava presente. A mais recente medida do dirigente da CBB foi a contratação de uma empresa para realizar uma auditoria dos últimos oitos anos da organização. O objetivo é levantar débitos e possíveis fraudes da gestão anterior.

Na última semana, representantes da Fiba estiveram na CBB para a realização de três dias de inspeção. Na época, a entidade internacional, em nota, mostrou-se satisfeita.

'A Fiba reconhece os esforços da nova administração e emitirá um novo prazo até que a CBB tenha a oportunidade de fornecer informações atualizadas sobre suas ações para resolver os problemas de governança, finanças e esporte'

Apesar da manutenção da punição, Guy Peixoto afirmou, no site da entidade, que a CBB esta no caminho certo e que este foi mais um passo na caminhada para reerguer o basquete brasileiro.

- Apesar da manutenção da suspensão, o Comitê Executivo da FIBA reconheceu nossos esforços e nos deu um novo prazo para apresentar as mudanças, que será na reunião do dia 21 de Junho. A nossa gestão deu um passo importante na última visita à sede da FIBA, onde apresentamos nosso plano de ação e tudo que vem sendo feito para reerguer a CBB. A missão é muito difícil e árdua devido ao “legado” deixado pela gestão anterior. O Brasil continua fora de competições internacionais até Julho. Isso dificulta ainda mais nosso trabalho, mas vamos tentar entrar com um pedido para não ficarmos de fora dos campeonatos de base já na próxima semana. Reafirmamos nosso compromisso de colocar a CBB no lugar que nunca deveria ter deixado de sair, e hoje temos certeza de que estamos no caminho certo. Nós e todos aqueles que amam o basquete estávamos torcendo por uma resposta diferente nesta quarta-feira (03), mas tendo em vista o cenário, percebemos que demos um passo à frente na nossa dura caminhada.

Além da manutenção da suspensão, o Brasil segue proibido de participar de qualquer evento esportivo organizado pela Fiba.











E MAIS: