FIA investigará colisão mais recente entre Hamilton e Verstappen

·1 minuto de leitura
Mercedes de Lewis Hamilton após ser atingida pela Red Bull de Max Verstappen durante Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1

Por Alan Baldwin

(Reuters) - A entidade que comanda a Fórmula 1 investigará a colisão entre os concorrentes ao título da categoria Max Verstappen e Lewis Hamilton no Grande Prêmio da Itália de domingo porque ela foi "incomum", de acordo com o diretor de prova Michael Masi.

O australiano disse que, embora o choque tenha ocorrido em velocidade relativamente baixa, os especialistas de segurança da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) o analisarão mesmo assim.

A colisão fez a Red Bull de Verstappen decolar da zebra e cair sobre a Mercedes de Hamilton, e a parte de dentro de uma roda traseira atingiu o capacete do heptacampeão através do halo protetor.

"Incidentes que são diferentes, então não necessariamente impactos de G alto ou algo assim, mas que são incomuns, realmente analisamos", disse Masi.

"Nosso departamento de segurança os analisa em detalhes, investiga e vê o que podemos aprender e o que podemos melhorar no futuro. É assim que temos um monte de medidas de segurança que temos hoje, e continuaremos a evoluir no futuro."

"Já estamos coletando todos os dados, então temos todas as informações, e tudo isso irá para o nosso departamento de segurança, assim como qualquer foto e tudo o mais que tivermos ao longo do caminho", disse.

Os fiscais de Monza culparam Verstappen pela batida, e impuseram ao holandês de 23 anos e líder do campeonato uma penalidade de três posições no grid de largada da próxima corrida, que será disputada na Rússia.

(Por Alan Baldwin em Londres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos