Ferrari faz dia de treinos em Mugello com Vettel e Leclerc em carro de 2018

Franco Nugnes
motorsport.com

A Ferrari recomeçou. Após o "passeio" de Charles Leclerc pelas ruas de Maranello com o SF1000 na semana passada, a Scuderia reiniciou oficialmente os preparativos para o início da temporada. A equipe italiana começou hoje um teste em Mugello para permitir que os dois pilotos entrem em contato com a pista antes do GP da Áustria, primeira etapa da temporada da Fórmula 1.

O carro que será revezado por Charles Leclerc e Sebastian Vettel é o SF71-H, modelo de 2018, permitindo à Ferrari um teste sem limitação de quilometragem.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Grupo McLaren entra com ação na justiça do Reino Unido em busca de refinanciamentoNotas para pilotos, previsão de performance e mais: F1 divulga novos gráficos para transmissões de TV e internet em 2020Zanardi continua estável na UTI; redução de sedativos para avaliação neurológica será considerada a partir da próxima semana

Coube a Sebastian Vettel abrir os trabalhos do dia. O piloto alemão foi o primeiro a ir à pista, quebrando os mais de três meses de paralisação devido à pandemia. 

Vettel entrou na Ferrari pela primeira vez desde a confirmação de sua saída da equipe no final desta temporada. Mas o clima na garagem se mostrou o mesmo de sempre, com o alemão bastante descontraído e brincalhão. 

O SF71-H foi à pista pela primeira vez às 9h30, horário local (4h30, horário de Brasília) para uma volta de instalação. Só para checar que tudo estava pronto para iniciar o dia de testes, que tem como objetivo desenferrujar os pilotos, que não andavam com o carro desde o último dia da pré-temporada em Barcelona, no final de fevereiro.

A configuração da pista Toscana, entre outras coisas, mostra características semelhantes às mudanças de níveis do Red Bull Ring e a sua distância, mais longe de cidades do que Fiorano, onde o teste foi inicialmente planejado, evitaria aglomerações.

Já na parte da tarde, foi a vez de Leclerc assumir o volante.

A Ferrari também usará o dia para testar sua "bolha", nome que foi dado aos novos protocolos de segurança contra a Covid-19, sendo importante para a equipe encontrar o caminho certo para trabalhar durante a temporada.

Com o teste desta terça, a Scuderia se tornou a primeira equipe a se unir oficialmente à iniciativa  #CorremosComoUmSó, divulgada pela FIA ontem. O símbolo do movimento está visível nos braços da suspensão dianteira.

A Ferrari ainda tem um segundo dia de filmagens disponível, mas preferiu guardar para outro momento, quando o SF1000 estiver em uso definitivo. A data provavelmente será usada antes de Monza, em preparação para o GP da Itália ou para a possível etapa em Mugello, que pode receber a nona etapa de 2020, que seria também o 1000º GP da Ferrari.

VÍDEO: Vettel deu vexame na Ferrari? Alemão se deu pior que Alonso na equipe?

ODCAST: Entrevista com Christian Fittipaldi: os primeiros anos de carreira até os dias de F1

 

Your browser does not support the audio element.

Leia também