Fernando Diniz tem seu ano mais desafiador à frente do Fluminense

Técnico exige correria e dedicação do elenco (Marcelo Gonçalves / Fluminense)


A busca por um feliz ano novo de fato nunca coube tão bem no trabalho de Fernando Diniz. Em alta após levar o Fluminense às primeiras colocações do Brasileirão do ano anterior, o comandante chegou a ser visto por torcedores com ares de futuro técnico da Seleção Brasileira. Porém, ao renovar com o Tricolor das Laranjeiras, tenta elevar o nível de futebol tricolor para uma temporada intensa.

+ MERCADO DA BOLA: veja as movimentações do seu time de coração

A obstinação do clube por conquistar a Copa Libertadores proporcionou uma planejamento meticuloso, que tentou elevar o nível do elenco ao modo que Diniz pediu. A lista de novidades ainda requer alguns ajustes.

A saída de Nathan e a liberação de Cristiano farão com que o Tricolor das Laranjeiras tenha de tomar decisões acerca da sequência da temporada. O clube ainda não definiu se buscará um jogador para ter o posto de reserva de Ganso ou apostará em nomes como Michel Araújo e Lima.

A chegada de Jorge preenche a lacuna que estava deixada no lado esquerdo. A ideia é continuar a ter como alternativa Alexsander, que cresceu muito na reta final do Brasileirão.

O sangue novo para o setor ofensivo ficou maior. Germán Cano terá como novo companheiro Keno, jogador de velocidade que tem um título de Libertadores com o Atlético-MG. Em entrevista à FluTV, Fernando Diniz destacou.

- É fundamental o time saber que precisa se dedicar ao máximo e correr muito. Parece uma coisa simples, mas não é fácil. Correr e se dedicar, para mim, é algo muito verdadeiro, com grande profundidade - e frisou:

- Todas as vezes em que a gente conseguiu se dedicar de corpo e alma a gente conseguiu colher bons resultados na temporada que passou. A primazia do time não é a estética do jogo, mas sim a maneira como os jogadores conseguem se doar e entendem que a gente precisa muito um do outro e que a gente tem que se dedicar ao máximo - completou.

Haja fôlego para Diniz levar o Fluminense a um alcance ainda maior na temporada.