Fernando Diniz elogia Matheus Martins e fala ​sobre possível renovação com o Fluminense

Fernando Diniz analisou a vitória do Fluminense sobre o Corinthians (Foto; Marcelo Gonçalves/Fluminense)


O Fluminense voltou a ter uma grande atuação e, de forma consistente, venceu o Corinthians por 2 a 0, na Neo Química Arena, pela 34ª rodada do Brasileirão. Na coletiva de imprensa, o técnico Fernando Diniz analisou o desempenho da equipe com um novo encaixe no meio de campo.

- A atuação foi tão boa quanto contra o Avaí. Muda-se um pouco por ser um confronto direto, por ser a quarta vez que enfrentamos o Corinthians. Eu quero elogiar o treinador do Corinthians. É sempre um prazer jogar contra, tem ideias diferentes, jeito de jogar também . Pelo que aconteceu no Maracanã poderia ter sido campeão da Copa do Brasil - disse, antes de emendar:

+ Confira e simule a tabela do Campeoanto Brasileiro

- E conseguimos ajustar o que não fizemos há quarenta dias, quando perdemos nossa chance de disputar a final. Tinha um time mexido, configuração da equipe do jeito que a gente joga, é diferente tirar um jogador e colocar outro.É um sistema orgânico e dinâmico, os encaixes acontecem com o grau e complexidade maior - completou:

- Esses quarenta dias fomos achando um novo time. Se o Nonato tivesse saído antes, a gente chegaria para aquela semifinal com criação mais ajustada que temos hoje. O time conseguiu se reencontrar rápido para poder de fato ter protagonismo dentro e fora de casa - explicou.

Ao ser questionado sobre a renovação de contrato, o comandante citou o carinho que tem pelo clube e disse que não irá se apressar. Vale lembrar que o clube passará por uma eleição presidencial em novembro.

+ Cano enfileira recordes e se aproxima do maior artilheiro do Fluminense em uma temporada no século XXI

- O Fluminense tem uma eleição pela frente. Não iremos precipitar. Todo mundo sabe que existe uma tendência para que isso aconteça. Eu gosto do clube, tenho empatia com o torcedor. Sensação diferente em trabalhar no Fluminense. Não vamos apressar, o meu foco é fazer o Fluminense terminar da melhor maneira possível na tabela. Garantir a vaga o quanto antes para ter mais tranquilidade para planejar o ano que vem - salientou.

Novamente, como contra o Botafogo, Matheus Martins entrou bem e fez boas jogadas pelo lado. O sistema defensivo do Corinthians teve
muita dificuldade em conter os avanços do jovem. Diniz voltou a elogiar a joia da base tricolor.

- Obviamente que o Matheus entrou muito bem contra o Botafogo e também hoje. A intenção não é fazer um time para o Matheus entrar. No momento em que eles estavam jogando, a gente achou que deveria mudar o time. Nós achamos uma nova configuração, de fato, para dar um pouco mais de volume. Deu uma consistência grande e o Matheus tem entrado muito bem - frisou, e em seguida emendou:

+ ATUAÇÕES: Cano volta a ser decisivo e marca os dois gols da vitória do Fluminense pelo Brasileirão

- Mas a qualquer momento ele também pode virar titular de novo. A ideia é sempre colocar os melhores para jogar. Hoje, como contra o Botafogo, o Matheus entrou com muita liberdade no campo e soube aproveitar para produzir jogadas ofensivas e deu frescor ao time. Mesmo se o Ganso não pedisse para sair, eu já iria colocar o Martins. Quando o jogador passa a viver momentos como este é bom tê-lo mais tempo em campo - finalizou.