Fernandes questiona expulsão de Diniz no Santos: 'Ele não participou de nada'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O auxiliar técnico Marcelo Fernandes comandou o Santos na metade do segundo tempo em diante após o treinador estreante, Fernando Diniz, ter sido expulso pelo árbitro na vitória diante do Boca Juniors, nesta terça-feira.


O cartão vermelho para Diniz ocorreu em uma confusão gerada pelo próprio juiz da partida, que deu cartão amarelo para Lucas Braga em um lance que era para ter aplicado o amarelo para Kaio Jorge. O fato gerou confusão entre integrantes dos dois bancos de reserva e Diniz acabou expulso na sequência com o técnico do Boca Juniors, Miguel Ángel Russo.

- O Diniz foi expulso injustamente, até porque ele não participou de absolutamente nada na confusão e acabou sendo expulso os dois treinadores. A confusão se deu porque um cara da comissão técnica deles falou que era cartão amarelo para o 41, o que expulsaria o Jean Mota. Aí houve a confusão e o Diniz foi expulso injustamente porque não participou de absolutamente nada - disse Marcelo Fernandes

Com a vitória por 1 a 0, o Peixe assumiu a segunda colocação de seu grupo na Libertadores, passando o Boca, e segue mais vivo do que nunca com chances de classificação para a próxima fase da competição. Expulso, Fernando Diniz não poderá comandar a equipe do banco de reservas no duelo contra o The Strongest, na próxima terça-feira, jogo que será realizado na altitude boliviana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos