Fernandão, nada vai nos separar!

Futebol Latino
LANCE!


A tua forma física descansou. Tua estadia nesse plano findou naquela tarde tão dolorosa quanto inesquecível de 7 de junho de 2014. Aquele acidente de helicóptero não deixou com que tivéssemos o privilégio de aproveitar o seu espírito de liderança, sua ombridade, sua luz e sua iluminação dentro e fora das quatro linhas.

Mas a vida construída fala por si só, Fernandão. Afinal, fácil não é o adjetivo que cabe na sua trajetória profissional, apenas quando falamos do seu talento. Um talento quase que intrínseco, elegante, mortal para as defesas adversárias e para qualquer sensação de desconfiança para seu corpo esguio, forte. Esteriótipo clássico de conclusões tão precipitadas quanto errôneas.

Sua formação no Goiás e a passagem pela Europa serviram como o molde perfeito para seu papel de profundo destaque no Inter. A garra, talento e ensinamentos obtida na base do Esmeraldino e o entendimento tático/multicultural no futebol europeu em solo francês foram ingredientes triviais para que, com a camisa vermelha, fosse a sua melhor versão.

Diante de todas as desconfianças, frustrações passadas e o "trauma" continental acumulada na rica história jogavam contra. Os obstáculos que apareciam e foram potencializados com a derrota no Gauchão deixaram o clima de incerteza com força considerável. Nada que o "Capitão América" não superasse com a galhardia suficiente para fazerem o Inter alcançar a história.

Não pararia por aí, afinal seu talento era (e seguirá sendo) digno do mundo. Outra barreira histórica, com um adversário dos mais conhecidos, era colocado diante de si na Terra do Sol Nascente. O que fizeste? Enfrentaste. Lideraste. Conquistaste. E levantou a taça ao lado daqueles que via em ti o Capitão Planeta. Aliás, não apenas ao lado, mas também diante de milhões de emocionados Colorados em solo brasileiro.

O tempo passou, você vestiu outras camisas, o mundo do futebol sentiu a necessidade de te dividir com outros torcedores. Mas, no fundo, todos nós sabemos o sentimento que desperta no coração do Internacional. O plano físico te separou, mas NADA vai nos separar da memória, do amor, da idolatria.

Nada vai no separar, CAPITÃO!












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também