Felipe Torres: Sonho? Não, realidade

José Carlos e Esmeraldina Coutinho. Esses são os simpáticos pais de Philippe Coutinho. Me recordo que quando cobria a Copa América do Chile, em 2015, encontrei o casal num hotel de Santiago, onde a Seleção Brasileira se hospedava.

Na época, eles me contaram das dificuldades que Coutinho havia enfrentado nos primeiros anos de Europa e do grande sonho de ver o filho referência do time canarinho.

Philippe Coutinho Brasil Paraguai Eliminatorias 2018 28032017


(Foto: Mauro Horita/MoWa Press)

“O sucesso, aos poucos, vai chegando. Philippe está ficando mais maduro. Ele sempre diz que, a cada dia, aprende mais”, disse, na ocasião, o orgulhoso pai.  

É, Sr. José Carlos e Dona Esmeraldina, quase dois anos depois, o sonho já se confunde com a realidade!

O meia do Liverpool, cotado para se juntar a Neymar e Messi no Barcelona, é peça intocável do Brasil de Tite. Na vitória contra o Paraguai (3 a 0), na noite de terça-feira (28), em São Paulo, pelas Eliminatórias Sul-Americanas, o camisa 11 voltou a ser protagonista, ao abrir o placar e comandar o setor ofensivo da Seleção.

Neymar e Coutinho


(Foto: Reprodução/Instagram)

Foram mais de 40 passes, com  88% de acerto, e uma movimentação que abriu espaços na defesa paraguaia, inclusive para Neymar.   

Quase inimaginável pensar Coutinho fora do Mundial da Rússia de 2018. E vale lembrar que o jogador tem somente 24 anos, ou seja, ainda vem muita coisa por aí.